[post-slides]

Mês: Dezembro

Mês Dezembro

Não sei vocês, mas gosto de conhecer um pouco mais sobre o holocausto e como viveram as pessoas durante o período da Segunda Guerra Mundial. Estas histórias servem como lição de vida para nós que as vezes reclamamos do mínimo, porque essas pessoas viveram com tão pouco, achavam soluções para seus problemas e sabiam ver o lado bom das coisas mesmo em meio a tanta tragédia, por isso como dica vim trazer alguns livros que tem como base a Segunda Guerra Mundial.

1. O Menino Dos Fantoches de Varsóvia de Eva Weaver – Editora Novo Conceito
Descrição: Mesmo diante de uma vida extremamente difícil, há esperança. E às vezes essa esperança vem na forma de um garotinho, armado com uma trupe de marionetes – um príncipe, uma menina, um bobo da corte, um crocodilo… O avô de Mika morreu no gueto de Varsóvia, e o menino herdou não apenas o seu grande casaco, mas também um tesouro cheio de segredos. Em um bolso meio escondido, ele encontra uma cabeça de papel machê, um retalho… o príncipe. E um teatro de marionetes seria uma maneira incrível de alegrar o primo que acabou de perder o pai, o menininho que está doente, os vizinhos que moram em um quartinho apertado. Logo o gueto inteiro só fala do mestre das marionetes – até chegar o dia em que Mika é parado por um oficial alemão e empurrado para uma vida obscura. Esta é uma história sobre sobrevivência. Uma jornada épica, que atravessa continentes e gerações, de Varsóvia à Sibéria, e duas vidas que se entrelaçam em meio ao caos da guerra. Porque mesmo em tempo de guerra existe esperança.

2. A Bibliotecária de Auschwitz de Antonio G. Iturbe – Editora Harpercollins
Descrição: Muitas histórias do horror e sofrimento testemunhados dentro dos campos de concentração nazistas são contadas e recontadas, já estão gravadas e arquivadas. É difícil, nesses relatos, encontrar atos de esperança e força diante de todo o mal registrado durante o Holocausto. A Bibliotecária de Auschwitz é um livro diferente. É uma história verdadeira e cheia de detalhes a respeito de um professor judeu, Fredy Hirsh, que criou uma escola secreta dentro do bloco 31, no campo de concentração de Auschwitz, dedicando-se a lecionar para cerca de 500 crianças. Criou também uma biblioteca de poucos volumes com a ajuda de Dita Dorachova, uma menina judia de 14 anos que se arriscava para manter viva a esperança trazida pelo conhecimento e escondia os livros embaixo do vestido. É um registro de uma época sofrida da História, mas que também mostra a coragem de pessoas que não se renderam ao terror e se mantiveram firmes usando os livros como “arma”.

3. O Zoológico de Varsóvia de Diane Ackerman – Editora Harpercollins
Descrição: Jan e Antonina Zabinski eram os encarregados cristãos do Jardim Zoológico de Varsóvia quando, no início da Segunda Guerra Mundial, a Alemanha invadiu a Polônia, e os bombardeios que destruíram a cidade mataram boa parte dos animais. O casal passou, então, a esconder judeus nas celas vazias, aproveitando a obsessão dos nazistas por animais raros e com isso salvou mais de trezentas pessoas condenadas. Sua história, no entanto, desapareceu por entre as frestas da ‘grande’ História, como às vezes acontece com os atos de compaixão radical e extrema coragem. Este livro de Diane Ackerman é o testemunho poderoso dessa coragem, uma história que celebra, com rara sensibilidade, a beleza, o mistério e a tenacidade do espírito humano e da própria vida.

4. Os meninos que enganaram os nazistas de Joseph Joffo – Editora Vestígio
Descrição: Paris, 1941. O país é ocupado pelo exército nazista e o medo invade as casas e as ruas francesas. O poder de Hitler se mostra absoluto e brutal na França… É durante um dos períodos mais turbulentos da História que a emocionante narrativa de Joseph e Maurice se desenrola. Irmãos judeus de 10 e 12 anos de idade, eles perambulam sozinhos pelas estradas, vivendo experiências surpreendentes, tentando escapar da morte e em busca da zona livre para ganhar a liberdade. Essa é uma história real, autobiográfica, cuja espontaneidade, ternura e humor comprovam o triunfo da humanidade e da empatia nos momentos mais sombrios, quando o perigo está sempre à espreita… “Os meninos que enganavam nazistas” conta a fantástica e emocionante epopeia de duas crianças judias durante a ocupação, narrada por Joseph, o mais jovem.

Mês Dezembro

Usei… E gostei

Antes ou após a escova de cabelo, é necessário passarmos um bom fluido, não é mesmo? Por isso, hoje vim fazer a indicação de um reparador barato e que pode ser encontrado em qualquer loja de cosmético.

O fluido é o Nazca da Ravor Profissional com óleo de argan que nos promete:

O Fluido Escova & Chapinha com Óleo de Argan, Semi di Lino, Filtro Solar e Silicones age diretamente nos fios, formando um filme protetor contra as ações de agentes externos e desgaste dos fios, protegendo o cabelo da umidade do ambiente evitando o frizz. Pode ser utilizado antes ou depois da escova e chapinha, deixando os cabelos lisos e brilhantes por mais tempo.

Nazca da Ravor Profissional

Eu geralmente o compro na Ikesaki por um preço bem acessível e como uso bem pouco, ele dura uma eternidade. Sempre uso após secar os cabelos com o secador, para selar os fios e abaixar os frizz. Este produto é espesso, não é muito oleoso e basta duas gotinhas para passar nas pontas de todo o cabelo, possui um cheiro agradável e bem leve, o que não irá retirar o cheiro de qualquer outro produto que você tenha passado, e se o seu caso for como o meu, que não pode com cheiros forte, também não irritará seu nariz.

Nazca da Ravor Profissional

Faço uso deste fluido há anos e não tenho o que reclamar, foi o que eu mais mantive em uso e indico, por ter um preço bem acessível e por ser realmente bom e cumprir com o que promete.

Mês: Dezembro

Mês Dezembro

Para começarmos bem o mês que antecede as férias e também as festas de final de ano, por que não estimular nossos pequenos a lerem mais e se interessarem pela leitura?

Com as dicas de hoje teremos ideias de presentes para a criançada, já que livro não têm data para se dar e nunca é de mais ter livros em casa, até mesmo para receber visitas com crianças, é sempre bom termos um bom livro para entreter os baixinhos, assim eles não ficarão entediados.

1. Ou isto ou aquilo de Cecilia Meireles – Editora Global
Descrição: Cantigas de ninar, cantigas de roda e trava línguas são formas de expressão muito próximas do mundo da criança. Em Ou isto ou aquilo, Cecília Meireles utiliza de forma inigualável estes e outros recursos. A autora joga com as palavras, criando um universo encantador, e, de maneira leve, coloca a criança diante dos caminhos a seguir, como no poema que dá nome ao livro: “Ou se tem chuva e não se tem sol / ou se tem sol e não se tem chuva! / Ou se calça a luva e não se põe o anel, / ou se põe o anel e não se calça a luva!”. Cecília explora a sonoridade, o ritmo, as rimas, as repetições e a musicalidade, como se pode notar em “Rômulo rema”: “Rômulo rema no rio. / A romã dorme no ramo, / a romã rubra. (E o céu.)”.
A autora resgata o universo infantil, permeado por perguntas imprevisíveis, monólogos, situações surpreendentes, comparações incomuns, em que a fantasia e a imaginação estão sempre presentes. Nos deparamos com a borboleta no jardim, a bela bola que rola, a casa da avó, a água da chuva e a lua, que aparece depois da chuva, além de outras cenas e sensações. Sensações estas que parecem sempre ter existido, mas que somente a sensibilidade de Cecília Meireles tem o dom de revelar.

2. Menina bonita do laço de fita de Ana Maria Machado – Editora Ática
Descrição: Uma linda menina negra desperta a admiração de um coelho branco, que deseja ter uma filha tão pretinha quanto ela. Cada vez que ele lhe pergunta qual o segredo de sua cor, ela inventa uma história. O coelho segue todos os “conselhos” da menina, mas continua branco.

3. A casa sonolenta de Audrey Wood – Editora Ática
Descrição: Era uma casa sonolenta, onde todos viviam dormindo. Quem diria que uma simples pulguinha saltitante pudesse acabar com tudo aquilo num só instante!

4. Da pequena toupeira que queria saber quem tinha feito cocô na cabeça dela de Werner Hozwarth – Editora Companhia das letrinhas
Descrição: Para esclarecer o enigma, a pequena toupeira interroga todos os animais que encontra no campo, até que finalmente, graças à ajuda de uma dupla de especialistas, acha o culpado e dá um jeito de se vingar.

Mês Dezembro

 

Você sabia?

Após muiiiito tempo de espera, a adaptação de Extraordinário está mais perto do que esperávamos de aparecer na tela dos cinemas. No dia 23 de novembro de 2017, poderemos ver a história de Auggie.

O filme será dirigido por Stephen Chbosky (autor de As vantagens de ser invisível) e o roteiro ficou a cargo de Steve Conrad (de À Procura da Felicidade), e Todd Lieberman e David Hoberman serão os responsáveis pela produção. Ao meu ver o filme ficará fantástico, pois tanto Stephen quanto Steve construíram histórias excelentes e souberam levar com muita emoção para as telas dos cinemas.

Os protagonistas do filme serão Julia Roberts como mãe, e o Auggie será interpretado por Jacob Tremblay, este menino é aquele fofo que interpretou com muita graça o Jack, de O Quarto de Jack.

Este é um filme que estou ansiosa para assistir há uns 3 anos, não só eu como muitos leitores e alguns dos meus alunos, já que este é um livro que indico todos os anos, porque acredito fortemente na sua rica história e no assunto polêmico que há no livro.

Para nos deixar com mais água na boca e mais ansiosos a Editora Intrínseca divulgou os posters da adaptação cinematográfica.

Extraordinário Extraordinário

Já falei sobre o livro aqui no blog (Extraordinário). Agora basta esperarmos até dia 23…

Usei… E gostei

Como já passei da casa dos 25 e já tenho uma certa idade (na qual não revelarei, rs), resolvi cuidar da minha pele, passar com uma dermatologista, passar ácidos, usar vitamina C e tudo mais. Mas por conta própria acabei comprando uma vitamina C sem prescrição médica e que caiu como uma luva para o tratamento que estou fazendo no momento.

Antes de comprar a vitamina C não façam como eu, primeiro consultem um dermatologista e perguntem se vocês podem usar, visto que a vitamina C não é para todas as idades e pode manchar o rosto, é imprescindível consultar um dermatologista.

Vitamina C Adcos

Vamos lá… A vitamina que experimentei é a Vitamina C da Adcos, que nos promete um milhão de coisas, como:

É uma emulsão de Vitamina C para o rosto, potencializada pelo Ácido Ferúlico, que estimula a síntese de colágeno, favorecendo o preenchimento das rugas e melhorando a firmeza. Proporciona toque muito aveludado e seco, melhora a textura e aparência da pele, devolvendo sua luminosidade e radiância. É livre de parabenos e não tem perfume. Possui resultados comprovados a partir de 15 dias de uso.
Poderosa ação antioxidante, por conter Vitamina C 10% e Ácido Ferúlico.
Previne e corrige rugas, linhas finas e sinais de envelhecimento.
Uniformiza o tom e ilumina a pele.
Melhora a textura e proporciona toque seco e aveludado.
Melhora a firmeza e hidrata.
Auxiliar em tratamentos clareadores.

Antes de começar o uso do meu novo ácido, não gostei desta vitamina C, uma vez que deixava meu rosto mais oleoso do que ele já é, e estava atrapalhando a função do ácido anterior, pois eu o usava para acabar com a oleosidade e as espinhas persistentes, mas como ainda não estava de férias para poder passar com a minha dermato, eu o encostei até poder voltar.

Vitamina C Adcos

Assim que retornei à consulta, minha dermato trocou meu ácido por um mais forte e que deixava a pele bem mais seca, e é aí que esta vitamina C realmente foi de grande uso, pois como minha pele ficou seca e descamando, esta vitamina por hidratar bem a ponto de deixar oleosa balanceou a minha pele de tal forma, que ficou perfeito o casamento do meu ácido + vitamina C Adcos.

Esta minha experiência está sendo ótima, literalmente, pois minha pele nunca esteve tão brilhante antes, estou amando o seu aspecto e os resultados. Vocês já tiveram alguma experiência com um produto que começou ruim, mas no final deu certo? Me contem!!!

Espero que tenham gostado da minha opinião e que consigam resultados bons assim como eu.


[instagram-feed]