[post-slides]

Não se apega, não

Sexta-feira véspera de final de semana longo, por causa do feriado de finados na segunda-feira e nada melhor do que uma dica de livro para estes três dias preguiçosos, pois está um pouco frio aqui em São Paulo e acho que irei hibernar se o sol não sair e nos esquentar, rs.

Vamos para a dica de livro de hoje…

Não se apega nãoInformações: O livro foi escrito pela blogueira Isabela Freitas e publicado pela Editora Intrínseca em 2014. Número de páginas: 256.

Classificação: New Adult

Descrição: Tudo começa com um ponto-final: a decisão de terminar um namoro de dois anos com Gustavo, o namorado dos sonhos de toda garota. As amigas acharam que Isabela tinha enlouquecido, porque, afinal de contas, eles formavam um casal PER-FEI-TO! Mas por trás das aparências existia uma menina infeliz, disposta a assumir as consequências pela decisão de ficar sozinha. Estava na hora de resgatar o amor-próprio, a autoconfiança e entrar em contato com seus próprios desejos.

Parece fácil, mas atrapalhada do jeito que é, Isabela precisa primeiro lidar com o assédio de um primo gostosão, das tentações da balada e, principalmente, entender que o príncipe encantado é artigo em falta no mercado.

Isabela Freitas, em seu primeiro livro, narra os percalços vividos por sua personagem para encarar a vida e não se apegar ao que não presta, ainda assim, preservando seu lado romântico.

Desapegar: remover da sua vida tudo que torne o seu coração mais pesado. Loucos são os que mantêm relacionamentos ruins por medo da solidão. Qual é o problema de ficar sozinha? Que me desculpe o criador da frase “você deve encontrar a metade da sua laranja”. Calma lá, amigo. Eu nem gosto de laranja. O amor vem pros distraídos.

Opinião: Minha prima estava lendo-o, mas eu confesso que por causa do título eu criei um pré-conceito, achando que era um livro de autoajuda, mas assim que minha prima terminou sua leitura e disse que havia uma história e que era muito legal, resolvi dar um voto de confiança para o livro. Comprei, pois sua capa é linda e logo iniciei minha leitura.

Não se apega não

Logo de inicio me senti atraída principalmente pelas regras do desapego, pois eu estava passando por uma fase em que estava necessitando desapegar de umas pessoas (“amigas”) e coisas, e por isso a leitura deslanchou rapidamente. Ao ver a Isabela enfrentar um término de namoro que não deu certo me chamou atenção, pois é diferente de qualquer outro livro, pois já começou, digamos que pelo final da história e ela conta com sua sinceridade e carência a mil seus problemas pessoais.

A história inicia com o término do namoro de 2 anos da Isabela, no qual suas amigas achavam que o namorado dela era o “príncipe”, mas na verdade não era um bom namorado para a Isabela. E este término lhe rendeu julgamentos, pois ninguém entendia o porque de um rompimento com o cara dos sonhos de qualquer mulher e com esses julgamentos a Isabela começa suas reflexões sobre porque insistiu tanto tempo em um namoro em que não estava feliz.

Não se apega não

Durante a história há muitas reflexões, desde relacionamentos até amizades e isso me fez refletir e realmente pensar na minha vida, assim como a Isabela estava pensando na dela.

O livro é narrado pela própria personagem, Isabela, e ela escreve sua história com bom humor, até seus dramas as vezes nos fazem rir. Apesar de abordar um tema triste, a Isabela escreve com muita leveza os seus conflitos e é tudo bem escrito e possui uma leitura fácil.

Não se apega não

Sendo seu primeiro livro acredito que Isabela conquistou mais fãs além dos que já tinha, por causa da temática e por trazer conflitos em que toda menina/mulher já passaram. Isto dá um tom de autoajuda ao livro e a leitura me fez parecer mais como conselhos dados por uma amiga e acabei quebrando aquele pré-conceito que eu havia criado antes mesmo de lê-lo e o livro acabou se tornando um dos meus favoritos.

Recomendo o livro a todos, pois sempre conhecemos alguém que passa pela mesma situação ou que é bem carente e apegada(o), e claro… Toda leitura sempre é bem vinda, ainda mais de gêneros diferentes como este que mescla o romance e o autoajuda.

Espero que tenham gostado e aproveitem bem o longo final de semana realizando uma excelente leitura! Se você já leu este livro deixe sua opinião aqui nos comentários.


Comentar

Comentários

Milena em 03/11/2015 às 11:12 | Responder

Então, esse livro tem uma cara tão grande de auto ajuda que fico com um pequeno grande preconceito literário (inclusive tenho até que parar com isso). Mas depois da sua resenha estou considerando seriamente da uma chance. :3
Adorei o seu blog!
Beijos

carinapontes em 04/11/2015 às 12:42 | Responder

Sei bem como é este preconceito Milena, rs. Mas fico muito feliz por você estar reconsiderando por causa d minha resenha 🙂
Beijos

Leticia Pontes em 04/11/2015 às 16:47 | Responder

Realmente, o livro tem muita cara de auto-ajuda rs
Mas parece bem útil, afinal, sempre é bom aprender desapegar de quem não nos faz feliz!

carinapontes em 05/11/2015 às 11:54 | Responder

Verdade Letícia! Mas realmente a leitura deste livro é muito válida 🙂



[instagram-feed]