[post-slides]

Para todos os garotos que já amei

O primeiro post de 2016 é de um dos livros que foi meu queridinho e amado em 2015… E já estou ansiosíssima para a sua continuação que será lançado em 11 de janeiro de 2016 – P.S. Ainda te amo.

Livro I da trilogia Para todos os garotos que já amei

Para todos garotos que já ameiInformações: Escrito por Jenny Han e publicado pela Editora Intrínseca em 2014. Número de páginas: 316.

Classificação: Young Adult

Descrição: Lara Jean guarda suas cartas de amor em uma caixa azul-petróleo que ganhou da mãe. Não são cartas que ela recebeu de alguém, mas que ela mesma escreveu. Uma para cada garoto que amou — cinco ao todo. São cartas sinceras, sem joguinhos nem fingimentos, repletas de coisas que Lara Jean não diria a ninguém, confissões de seus sentimentos mais profundos. Até que um dia essas cartas secretas são misteriosamente enviadas aos destinatários, e de uma hora para outra a vida amorosa de Lara Jean sai do papel e se transforma em algo que ela não pode mais controlar

Opinião: Primeiramente me apaixonei pela capa do livro que é encantadora, pois é diferente de qualquer outra, e olha que nem gosto muito de capas com fotos de pessoas, mas essa realmente me encantou; segundo a descrição do livro me deixou curiosa para saber quem eram os 5 meninos por quem Lara Jean havia se apaixonado e terceiro eu queria descobrir quem enviou as suas cartas….

Lara Jean é a protagonista e filha do meio, sua mãe morreu quando ela era pequena e sua irmão Kitty mal teve contato com sua mãe já que era menor ainda, por isso ela (Kitty) gosta de saber tudo sobre sua mãe através das lembranças da Lara e da Margot, que é a irmã mais velha.

A Margot é um exemplo de filha, dedicada, atenciosa, organiza muito bem sua casa e a administra na ausência do pai que é médico e faz muitos plantões. Por causa da morte de sua mãe ela e suas irmãs tiveram que amadurecer muito cedo e obter muitas responsabilidades em casa, por isso assim que a Margot termina o colegial ela vai para uma faculdade bem longe deixando as responsabilidades para a irmã do meio, Lara Jean. Com a partida da Margot a Lara Jean fica meio sem rumo, pois a Margot era seu patamar, as levava para todos os lugares, organizava tudo, anotava tudo que era importante e as ajudava em todos os aspectos e a Lara Jean tem alguns medos e receios. E agora o que ela fará? Como irá conseguir administrar uma casa? E se responsabilizar por sua irmã mais nova? E ainda por cima as cartas que nunca deveriam ser enviadas, foram enviadas por alguém.

Para todos garotos que já amei

O livro me surpreendeu, pois Lara Jean é uma protagonista diferente de qualquer outra, ela é caseira, sempre está em casa com sua família e seu amigo/vizinho Josh, gosta de Harry Potter, ler, escrever cartas para terminar um amor e leva uma vida bem pacata, mas sua vida acaba sendo virada de ponta cabeça por conta das cartas que foram enviadas e por isso até o seu círculo de amizades muda, ela passa a sair da sua zona de conforto e passa a ser desafiada pelo Peter, que é o seu primeiro amor e o foi o primeiro a receber sua carta.

A descrição do livro é totalmente enganosa, pois a história fala muito mais do que só as cartas de amor da Lara Jean, nos mostra o amadurecimento da protagonista, no início víamos como a Lara vivia a sombra de sua irmã e aos poucos ela foi mostrando sua real personalidade, mostra que ela terá que ser mais forte, cada aprendizado foi bem abordado, pois muitas vezes ela aprendeu errando – algumas vezes até me identifiquei com ela. A forma como a autora escreveu sobre a Lara Jean e seus medos e conflitos foi de uma forma simples e gostosa e foi isso que me deixou mais instigada a ler o livro.

Outro assunto que foi abordado de uma forma gostosa foi o relacionamento que há entre sua família, amei o modo como o pai as trata, pois é difícil ver um pai tão apaixonado e devoto as suas filhas como o pai delas é. Ele está sempre em busca de satisfaze-las e ajudá-las da melhor forma possível, mesmo não estando muito presente, mas em suas folgas ele faz questão de estar com as filhas.

Para todos garotos que já amei

A escrita flui com muita naturalidade e ao passo que a protagonista cresce com seus erros e acertos nós leitores crescemos junto com a protagonista e ficamos felizes, sua família é encantadora e muito unida, realmente é um livro fofo e que nos arranca suspiros ao ler. Por isso ele se tornou um dos meus favoritos de 2015 e não vejo a hora de ler o próximo que já já será lançado.


Comentar

Comentários

Nathalia em 07/01/2016 às 16:38 | Responder

Oi Carina, tudo bem?
Ainda não li esse livro, mas já li algumas resenhas sobre ele. Confesso que estive perto de comprá-lo, mas fiquei com medo de me decepcionar. Entretanto, o que você disse sobre o amadurecimento da personagem me instigou bastante a ler essa história. Fiquei com medo de ser só uma história adolescente bobinha, mas pelo visto estou enganada. Adoro livros em que os autores conseguem construir os personagens de forma que seja perceptível suas mudanças e crescimento. É realmente admirável.
Acho que vou acatar sua dica e dar uma chance a esta leitura. 😀

Um abraço, Nathalia.

carinapontes em 07/01/2016 às 17:25 | Responder

Olá Nathalia!
Fico feliz que você tenha gostado da resenha e realmente o livro é muito mais do que um romance bobinho de adolescente, espero que você goste, depois me conta o que achou do livro 😉
Beijinhos Carina.



[instagram-feed]