Anna e o beijo francês

Escritora: Stephanie Perkins ǀǀ Editora:…

View more

Usei… E não gostei!

O protetor solar facial é…

View more

Mês: Novembro

Este mês vamos de livros…

View more

Mês: Outubro

As últimas dicas infanto-juvenil para…

View more

Motive-se

Ahhhh… Como eu amo o…

View more

Mês: Outubro

E o mês das crianças…

View more

Usei… E gostei!

Sabe qual é o melhor…

View more

Rocambole de carne moída com purê de batatas

Ingredientes do rocambole • 1…

View more

5 de junho, Dia Mundial do Meio Ambiente

Em 5 de junho celebramos o Dia Mundial do Meio Ambiente, esta data foi criada pela Assembleia Geral das Nações Unidas, tendo o objetivo de promover atividades de proteção e preservação do meio ambiente, e alertar a população e o governo sobre a falta de cuidados com a natureza.

Achei três opções de lembrancinhas e atividade que me agradaram bastante e espero que gostem…

5 de junho, Dia Mundial do Meio Ambiente

Sempre podemos melhorar as ideias, ou ter como base estas atividades para dar luz a novas ideias, me digam o que vocês pretendem fazer para esta data.

ǀǀ Fonte de pesquisa: Wikipédia ǀǀ Ideias: Pinterest ǀǀ

23 de abril, Dia Mundial do Livro e do Direito de Autor

Antigamente esta data era conhecida como Dia Internacional do Livro e teve sua origem na Catalunha – uma região da Espanha. Primeiramente o dia era celebrado na data de 05 de abril de 1926, em comemoração do nascimento de Miguel Cervantes, escritor Espanhol, mas com o seu falecimento a data passou a ser celebrada em 23 de abril.

Mais tarde a UNESCO instituiu que 23 de abril seria o Dia Mundial do Livro e do Direito de Autor, em virtude de a 23 de abril se assinalar o falecimento de outros escritores, como Josep Pla, escritor catalão, e William Shakespeare, dramaturgo inglês.

Dia Internacional do Livro

19 de abril, Dia do Índio

No Brasil o Dia do Índio é celebrado em 19 de abril, este dia foi decretado pelo presidente Getúlio Vargas, após um decreto. A data pode ser considerada como um motivo de reflexão sobre os valores culturais dos povos indígenas e a importância da preservação e respeito a esses valores.

 

22 de março, Dia Mundial da Água

O Dia Mundial da Água foi criado pela Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas declarando que todo o dia 22 de Março de cada ano como sendo o Dia Mundial da Água.

Esta data foi criada para conscientizar as pessoas sobre a necessidade da conservação da água, abastecimento de água potável, preservação e proteção da água, fontes e suprimentos de água potável e por isso todos os anos durante esta dada há atividades, propagandas e até mesmo programas que falam sobre a conscientização do nosso bem mais precioso.

Podemos passar a música da Palavra Cantada ♪ De gotinha em gotinha e explorá-la, fazer atividades e até mesmo fazer um painel coletivo com os alunos. Segue algumas ideias…

22 de março, Dia Mundial da Água

ǀǀ Fonte de pesquisa: Wikipédia ǀǀ Ideias: Pinterest ǀǀ

8 de março, Dia Internacional da Mulher

Sei o quanto nossos dias em sala de aula são corridos e cheios de lição para dar e ensinamentos a passar para os alunos, mas é muito importante também, lembrarmos algumas datas importantes e ensinarmos o porquê devemos comemorá-las. Por isso resolvi falar um pouco destas datas e trazer algumas ideias do que podemos fazer nelas, apenas lembrancinhas simples para não ocupar muito o nosso tempo.

Vamos começar com a primeira data importante, então…

A ideia de criar o Dia da Mulher surgiu no final do século XIX e início do século XX nos Estados Unidos e na Europa, por causa das lutas femininas por melhores condições de vida e trabalho, e pelo direito de voto. Em 26 de agosto de 1910, durante a Segunda Conferência Internacional das Mulheres Socialistas em Copenhagen, a líder socialista alemã Clara Zetkin propôs a instituição de uma celebração anual das lutas por direitos das mulheres trabalhadoras.

A partir de 1909 as celebrações do Dia Internacional da Mulher ocorreram em diferentes dias de fevereiro e março – dependia do país. Logo no início de 1917, na Rússia, ocorreram manifestações de trabalhadoras por melhores condições de vida e trabalho e contra a entrada da Rússia czarista na Primeira Guerra Mundial. Os protestos foram brutalmente reprimidos, precipitando o início da Revolução de 1917. A data da principal manifestação, foi em 8 de março de 1917, por isso foi instituída como Dia Internacional da Mulher pelo movimento internacional socialista.

Em 1975 a ONU decretou que este seria o Ano Internacional da mulher e então passou-se a comemorar o Dia Internacional da Mulher em 8 de março pelas Nações Unidas com o objetivo de lembrar as conquistas sociais, políticas e econômicas das mulheres, independente de divisões nacionais, étnicas, linguísticas, culturais, econômicas ou políticas.

Selecionei algumas ideias que achei na internet.

Data Comemorativa - Dia das Mulheres

ǀǀ Fonte de pesquisa: Wikipédia ǀǀ Ideias: Pinterest ǀǀ

Como ajudar as crianças a entenderem a matemática

Nós, adultos, temos dificuldade em alguma área da matemática, imaginem as crianças…

Mês passado fiz um curso sobre matemática cujo o nome era “Construindo e compreendendo as ações e operações matemáticas”. Este curso me abriu muito os olhos, principalmente com relação as operações mais simples. Aos poucos vou vir compartilhar com vocês o que aprendi, mas hoje vou falar um pouco sobre a dificuldade que as crianças tem em desenvolver as contas e as situações problemas mais simples da matemática.

As crianças de hoje em dia são diferentes das de antigamente, pois hoje em dia os estudos estão mais avançados, a criação é diferente, as crianças estão mais espertas, principalmente com relação as tecnologias e estão sempre em busca de mais, por isso devemos sempre nos reinventar e traçar novos métodos para podermos ter a atenção das crianças e poder fazer com que compreendam a matéria.

Antigamente tínhamos que aprender na raça, ou apenas decorar, principalmente quando o assunto era TABUADA – ninguém nem conseguia ouvir o nome sem ficar estressado, rs. Não explicavam para a gente o porque, qual era o objetivo e para que servia, mas hoje com muitos estudos, principalmente na área da neurociência, vemos qual a importância de se passar tais informações para as crianças e vemos quão diferente é a aprendizagem assim que você passa a explicar melhor, ao invés de impor e querer que a criança apenas decore.

A primeira dica valiosa que aprendi no meu curso de matemática foi que, tudo que for apresentado para as crianças, primeiro elas precisam ter o contato com o concreto, pois para ela é muito abstrato apenas ter que fazer uma operação ou até mesmo uma situação problema, por isso tudo primeiro tem que ser trabalhado com o concreto (ficou redundante, mas é para dar muita enfase na necessidade da criança de tocar e olhar o material), com a construção. É rico e de grande ajuda para a criança se o que for trago estiver relacionado com o dia a dia da classe, pois além de concreto a criança também está familiarizada com o assunto.

Muitas vezes queremos passar logo a matéria, porque o prazo dos livros/ apostilas estão se excedendo e temos um prazo para terminá-los, mas não adianta darmos a matéria de qualquer jeito, temos que focar num bom aprendizado e levar em conta que cada aluno tem o seu tempo e precisa realizar a construção da matemática e a construção das operações.

Abaixo há duas fotos de exemplos de como ajudar as crianças com dificuldade em operações simples de adição e subtração usando o concreto.

• 7+2 usando canetinhas como objeto concreto afim de ajudar os alunos a raciocinarem visualizando, ou pode ser feita a simbolização através de pauzinhos.

Matemática

• 8-4 usando forminhas de doces, colocando oito formas fica mais fácil para a criança poder retirar 4 e saber como funciona a subtração.

Matemática

Depois deste texto e dos dois exemplos, espero que eu tenha ajudado um pouco e que possamos cada vez mais ajudar as crianças a entenderem melhor a matemática e quebrar o tabu de que matemática é muito chata.

O que não pode faltar na lancheira das crianças

As aulas já estão para começar, e como sabemos as crianças precisam ter uma boa alimentação para ajudá-los no crescimento e no aprendizado. Por isso hoje vim falar sobre o que não pode faltar na lancheira das crianças.

Todas as crianças precisam de uma boa alimentação equilibrada e rica em vitaminas, por isso em na lancheira não pode faltar: vitaminas B12, A, B e C, entre outras. Mas claro que não devemos ficar na neura e querer obrigar as crianças a comerem o que não gostam, por isso devemos balancear colocando um item de cada grupo da pirâmide alimentar, como:

  • Construtores: são importantes para o crescimento e o desenvolvimento das crianças. Exemplos: carnes, leite e derivados, ovos e etc.
  • Energéticos: são os alimentos ricos em carboidratos. Exemplo: pães, cereais, geleia, biscoitos, bolos, etc.
  • Reguladores: são os alimentos ricos em vitaminas e que ajudam a regular o intestino. Exemplo: frutas, verduras, legumes, fibras, etc.
Pirâmide alimentar

O importante é ter diferentes opções, para as crianças não enjoarem. E caso não tenha dado tempo de montar um lanche instrua a criança a comprar na cantina alimentos parecidos aos que ela geralmente leva na lancheira, pois assim ela estará bem alimentada, saciada e pronta para aprender mais.

Exemplo de duas opções de lanches:

  • 1 suco de fruta sem conservantes + 3 bisnaguinhas com requeijão + uva
Lanche
  • 1 porção pequena de biscoitos de polvilho + iogurte + 1 maçã
Lanche

Links: Direito ao brincar, Publicidade infantil, Dicas para adaptação, Identidade e autonomia

Eu estava procurando matérias sobre a educação na internet quando me deparei com 4 matérias que realmente me chamaram à atenção e nas quais eu achei interessantes e gostaria de compartilhar com vocês.

1. Direito ao brincar: ajuda-nos a saber até que idade a criança tem direito à brincadeira, a saber até que idade a brincadeira deve ser vista como prioridade e como a brincadeira ajuda no desenvolvimento das crianças até os 12 anos.

Links

2. Publicidade infantil: nos faz entender quão grande é a influência das publicidades para as crianças, como isso as afeta e qual medida está sendo pensada para combater o assédio da publicidade infantil

Links

3. Dicas para adaptação: traz dicas que alguns professores desenvolveram para ajudar na adaptação das crianças. São dicas interessantes aos pedagogos e até mesmo aos pais, para que eles entendam como agir e como se portar diante da adaptação das crianças.

Links

4. Identidade e autonomia: nos mostra de acordo com o Referencial Curricular Nacional para a Educação Infantil o que implica a autonomia nas crianças, como as ajudam e como deve ser trabalhada.

Links

Livro paradidático – Peter Pan

No último bimestre de 2015 nós vamos usar o livro “Peter Pan” como livro paradidático, onde os alunos o lerão e depois realizarão um trabalho em cima do livro com perguntas, respostas, pesquisa sobre os 7  hábitos e ilustração. Muitas vezes os alunos perguntam qual a importância do trabalho em cima do livro paradidático, porque muitas vezes não gostam de ler o livro, de interpretar, ou os pais não querem comprar, mas eu explico que a leitura e o trabalho do livro paradidático é muito importante para a compreensão e interpretação de história, fora que os ajuda na imaginação, na escrita e na própria leitura e é por isso que cobramos e insistimos que eles façam todos os anos.

Mas voltando ao assunto do “Peter Pan” (rs), como vamos usar este livro no último bimestre, resolvi entrar em contato por e-mail com a Editora Zahar para solicitar dois exemplares do livro – um para mim e outro para a professora do 4º A (as editoras geralmente fornecem um exemplar para o professor desde que este livro seja adotado pela escola e pelos alunos). Fui muito bem atendida pela Editora Zahar e seus representantes e de primeiro momento me redirecionaram para a área correta e assim entrei em contato com a representante da editora que viria a nos fornecer os dois livros, porém ela queria fazer uma visita à escola, já que eles não à conheciam e assim marcamos uma reunião (eu, minha coordenadora e a representante da Editora Zahar).

No dia marcado eu fiquei muito ansiosa (já nem sou ansiosa, rs) e fui para a reunião no horário marcado. Durante a reunião a representante nos mostrou o catálogo de livros de 2015, nos contou algumas histórias infantis na qual eu me impressionei e amei de cara. Depois ela foi para a aba dos clássicos que são os livros que nós usamos e sinceramente eu sou apaixonada pelos livros da Editora Zahar, pois são capa dura e tem um preço acessível a todos.

Terminando a apresentação do catálogo conversamos sobre o meu projeto de leitura com o 4º ano, minha coordenadora falou sobre o meu blog e dicas de livros que faço (e confesso que eu fiquei com vergonha, mas feliz pelo reconhecimento) e a representante disse para eu me inscrever na seção de parceria que há no site da editora e finalizou a reunião nos presenteando com alguns livros… Eu recebi 4 (3 para mim e 1 para a professora do 4ºA) e minha coordenadora recebeu 2 livros infantis que ela encaminhou para a educação infantil, mas eu me recordo dos nomes que são: “Na Floresta” de Anthony Browne – que é espetacular, pois traz vários contos em um só livro – e o “Não derrame o leite” de Stephen Davies – no qual eu achei fantástico para trabalhar a autonomia e a responsabilidade nas crianças pequenas.

Abaixo estão os livros que recebi!

• Peter Pan – J. M. Barrie

• Diário de Pilar no Egito – Flávia Lins e Silva

• Peter Pan – J. M. Barrie – Edição comentada e ilustrada

Editora Zahar Editora Zahar Editora Zahar

Bom é isso! Gostaria de contar sobre o livro paradidático do último bimestre, meu contato com a Editora Zahar e como fui bem atendida pelas representantes, e assim que eu finalizar a leitura dos livros eu venho fazer uma resenha para vocês.

Como escolher minha próxima leitura?

Vocês já se pegaram parados em frente a estante se perguntando “E agora qual será a minha próxima leitura?”, pois é, muitos leitores caem nesse dilema porque acabamos comprando mais livros do que necessitamos.

Mas a escolha não é tão difícil, se na hora de comprarmos decidirmos comprar o gênero que mais gostamos ou nos identificamos, e não comprar aquele que está barato, ou que todo mundo está lendo, pois em toda nossa vida não conseguiremos ler todos os livros desejados, porque por ano são publicados mais de 10.000 obras, ou seja, é exorbitante a quantidade e não há comparação a quantos livros realmente iremos ler durante um ano.

Estante

Escolha da leitura

Eu ainda não sei definir o meu gosto literário, pois realmente gosto de tudo um pouco – menos terror -, acho que a minha leitura depende do meu estado de espirito, pois quando estou triste quero um livro mais dramático, quando estou feliz quero um romance (pode ser até mamão com açúcar), mas tem vezes que estou querendo mais um suspense, ou livro policial… Então fica realmente difícil de definir o meu gosto literário, mas tem pessoas que realmente já se identificaram e sabem o que realmente desejam de uma leitura e aí não acabam “perdendo tempo” com uma leitura que não é realmente prazerosa.

Mas claro, não há problema nenhum em experimentar outras escritas, outros gêneros, assim acabamos conhecendo um novo gênero que acaba nos agradando e nos tirando da nossa famosa “zona de conforto”.

O problema mesmo é quando as nossas leituras não são bem escolhidas e começamos a ler apenas por ler, acabamos nos massacrando, perdendo a vontade e até mesmo abandonando a leitura pela metade. Ler exigi tempo, dedicação, concentração e mais um monte de aspectos, então para que gastar o tempo realizando uma leitura que não lhe agrada? (A não ser que seja obrigatória como: para a escola, faculdade, cursinho, trabalho, etc)

Não julgue o livro pela capa

Nós leitores realmente nos impressionamos e julgamos um livro pela capa e isso não é algo bom, pois vamos no impulso porque amamos a capa, aí compramos o livro e vamos lê-lo e nos deparamos com uma leitura que não nos agrada, que fica parada na estante e que ainda nos fez gastar o dinheiro que poderíamos ter comprado um livro que realmente fosse mais agradável. Por isso ao comprarmos um livro para ler devemos avaliar tudo: sinopse, capa, comentários, informações adicionais como comentários, entre outros fatores.

Pode ser um exagero, mas eu sei bem como é um livro empacado na estante, possuo alguns e as vezes penso que poderia ter comprado outro que eu realmente desejava. E cá entre nós, trocar no sebo não está mais valendo a pena, estão pagando pouco e quase nunca tem livros bons – pelo menos na minha região não tem -, por isso ficam na minha estante mesmo! Vai que um dia eu resolvo ler algum, rs.

Estante

Os benefícios da leitura

Os benefícios da leitura são inúmeros, como: ler melhor, desenvolver uma boa dicção, desenvolver a memória, a imaginação, conhecer outros costumes, países, pessoas, entre outros benefícios. E gastar tempo realizando uma leitura prazerosa nos dará um ânimo e uma sensação de tempo bem gasto, ou seja, realmente valerá a pena.

Então pelo que podemos perceber a leitura é escolhida por nós mesmos e pelo gênero que preferimos, por isso desencane de ficar tirando o papelzinho da jarra, ficar sorteando, ou fazer uni-duni-tê, pois ler um livro por mais que não agrade é sempre uma leitura bem vinda, um novo aprendizado e uma nova lição, mesmo que não estejamos realmente sintonizados com aquela leitura agora, futuramente em algum aspecto de nossas vidas iremos lembrar dela e talvez desejar relê-la.

Termino este post desejando uma boa escolha a todos para a próxima leitura! Se o post realmente lhe ajudou a escolher, ou tirar dúvidas sobre como escolher a próxima leitura, deixe seu comentário aqui em baixo, irei adorar respondê-lo e saber sua opinião.