Livro: O Sol é para todos

Informações: Escrito pela…

View more

Usei… E gostei

Mais uma nova…

View more

Livro: O Orfanato da Srta. Peregrine

Informações: É um…

View more

Projeto de Leitura

Desde o ano…

View more

Mês: Março

Sei que faz…

View more

Brincando na cozinha: Pão de minuto

Esta receita além…

View more

Dica de livro: Menina má

Informações: É um romance…

View more

Mês: Agosto

Um novo mês…

View more

Brincando na cozinha: Pão de minuto

Brincando na cozinha

Esta receita além de rápida é uma delícia, pessoal! As crianças precisarão de ajuda na orientação sobre a higienização antes de colocarem a mão na massa e na hora que precisar levar a massa ao forno.

Ingredientes

• 3 xícaras (de chá) de farinha de trigo
• 1 colher de sopa de açúcar
• 1 colher de sopa de sal
• 1 colher de sopa de fermento para bolo
• 2 colheres de sopa de manteiga
• 1 ovo
• 1 xícara (de chá) de leite
• 1 gema para pincelar

Modo de preparo

Em um recipiente grande coloque todos os ingredientes secos, misture-os e depois abra um buraco no meio. Acrescente a manteiga, o leite e o ovo e misture-os com as mãos, até a massa ficar bem consistente e não grudar mais nas mãos.
Pre aqueça o forno e unte uma forma com manteiga e farinha de trigo, depois retire pequenas porções de massa e modele bolinhas, colocando-as na forma. Não se esqueça de deixar um bom espaço entre uma massa e outra, pois ela irá crescer um pouco.

Pão de minuto

Depois de ter modelado toda a massa, pincele-as com a gema e leve ao forno por 25 minutos, ou até dourar.
Seu pão de minuto estará pronto e delicioso!

Pão de minuto

 

Dica de livro: Menina má

Menina MáInformações: É um romance de William March que foi escrito em 1954 e ganhou sua adaptação cinematográfica em 1956, em 2016 foi repaginado e relançado pela Editora Dark Side. Número de páginas: 262.

Classificação: Adulto.

Descrição:  Rhoda, a pequena malvada do título, é uma linda garotinha de 8 anos de idade. Mas quem vê a carinha de anjo, não suspeita do que ela é capaz. Seria ela a responsável pela morte de um coleguinha da escola? A indiferença da menina faz com que sua mãe, Christine, comece a investigar sobre crimes e psicopatas. Aos poucos, Christine consegue desvendar segredos terríveis sobre sua filha, e sobre o seu próprio passado também.

Opinião: A principio quando uma colega de de trabalho me apresentou o livro eu fiquei louca para lê-lo, tamanha a minha fascinação por livros de suspenses psicológicos, então, lá fui eu empolgada comprar o livro pela internet e esperá-lo chegar ansiosamente. O livro é lindo, a Editora Dark Side está de parabéns, que livro lindo! Ele é de capa dura, cheio de detalhes, há ilustração no inicio e no fim, este com certeza é um dos livros mais bonitos da minha estante!

Vamos a história, que é contada em terceira pessoa através da visão dos personagens que estão na cena retratada. A escrita do livro é bem detalhada e fluida e no incio a Rhoda não aparece muito, e é descrita como uma menina muito bonita, bem vestida e perfeccionista. Rhoda mantem seu quarto muito bem arrumado, não tira nada do lugar, assim como seu quarto, seu cabelo e suas vestimentas são impecáveis, fora que ela é uma aluna exemplar, e sua mãe sempre faz tudo o que ela deseja, mesmo a achando peculiar. Ela e seu marido até dão risada e ficam pensando a quem a Rhoda puxou, pois a filha não é nada parecida com eles.

Menina Má

Assim como em todos os verões a escola de Rhoda sai para fazer o piquenique anual de verão das irmãs Fern – este é o primeiro ano de Rhoda nesta escola -. Neste passeio também vai o Claude Diagle, que é o menino que recebeu a medalha de melhor caligrafia, e esta era a medalha que Rhoda tanto queria, por isso ela não se conforma em não ter ganhado ela e então começa a perseguir o Claude.

No retorno para a escola, o Claude sumiu e assim que o acharam ele estava morto!

A partir desta morte a Christine passa a ficar de olho no que acontece ao seu redor, sua família não foi convidada para o velório do menino, não foram convidados a participarem do rateio para comprar uma coroa de flores que foi feita pela escola para dar para o Claude e a escola alega não ter vaga para o próximo ano para a Rhoda, por isso Christine terá que procurar outra escola, mas o que mais está preocupando Chirstine é o fata do sua filha ter presenciado uma tragédia tão grande.

Menina Má

Depois de conversar coma as irmãs Fern e de ir a casa de Claude, Christine confronta Rhoda sobre o acontecido, ela diz que não sabe de nada – ao ler as falas da Rhoda eu fiquei imaginando uma criança fria, sem sentimentos nenhum falando e foi o que mais me surpreendeu, tamanha frieza com que a Rhoda agia. Conforme Christine ia pressionando, a Rhoda negava e ainda depois vinha querendo agradar sua mãe, com um sorriso de uma covinha e até mesmo dizia:

“Se eu der para você  uma cesta de beijinhos, o que você me dá de volta?” (Esta era uma brincadeira inventada pelo pai de Rhoda, para ver se a filha realizava alguma demonstração de afeto).

Christine começou a pesquisar e a relembrar de fatos que ocorreram anos atrás, começou a ligá-las a Rhoda e a confrontar cada vez mais a filha que agia indiferentemente. Com os acontecimentos e as suas descobertas, Christine começou a estudar casos de psicopatas, como eles agiam, o que os motivavam a agir e se eles nasciam assim e isso a levou a uma grande descoberta que a fez  se culpar profundamente. Seus amigos já estavam falando que ela parecia doente, pois não se cuidava mais, não saia, só falava de casos de psicopatas e ainda vigiava a filha o dia inteiro.

“Eu não sei como a medalha foi parar lá, mamãe”, disse Rhoda, olhos arregalados e inocentes. “Como eu poderia saber disso?”

Menina Má

Este é um suspense psicológico que me agradou bastante, os conflitos que há com a Rhoda e o Leroy (o zelador do prédio onde ela mora com os pais), que é o único que a enxerga como ela realmente é, são únicos, pois ao mesmo tempo em que ele a confronta, ela mantem a classe e a frieza, mas aos poucos ela vai mostrando quem ela realmente é e vai expondo suas faces. Ao mesmo tempo que gostei do livro fiquei pensando e repensando se realmente há crianças assim, pois como professora não vejo uma criança agindo desta maneira, mas claro que todos sabemos que há crianças assim, mas é tão estranho que chega a ser inaceitável.

Como Rhoda no inicio do livro mal aparecia e ainda era doce ao falar, comecei a achar que ela realmente fosse uma criança normal e poderia até ser vista como uma criança inocente, mas ao decorrer do livro e dos acontecimentos eu vi que realmente ela era o que era. Por isso este é um livro que eu mais do que recomendo, por sua profunda história e grande desfecho.

No inicio do livro temos a explicação de que William se inspirou na sua própria infância e ainda serviu de inspiração para vários outros personagens de terror. Este é um livro que realmente deve ter tido muita repercussão na época, por causa dos assuntos encontrados nele e por causa dos personagens, por isso não percam tempo e leiam ele!

 

Mês: Agosto

Mês Agosto

Um novo mês está começando e junto com ele mais um semestre, e como estamos voltando das férias agora, estamos renovados e com a cabeça fresca e aberta a novas histórias. Hoje vim fazer indicações infantis e espero que gostem!

1. Pax de Sara Pennypacker – Editora Intrínseca

Descrição: Peter e sua raposa são inseparáveis desde que ele a resgatou, órfã, ainda filhote. Um dia, o inimaginável acontece: o pai do menino vai servir na guerra, e o obriga a devolver Pax à natureza. Ao chegar à distante casa do avô, onde passará a morar, Peter reconhece que não está onde deveria: seu verdadeiro lugar é ao lado de Pax. Movido por amor, lealdade e culpa, ele parte em uma jornada solitária de quase quinhentos quilômetros para reencontrar sua raposa, apesar da guerra que se aproxima. Enquanto isso, mesmo sem desistir de esperar por seu menino, Pax embarca em suas próprias aventuras e descobertas. Alternando perspectivas para mostrar os caminhos paralelos dos dois personagens centrais, Pax expõe o desenvolvimento do menino em sua tentativa de enfrentar a ferocidade herdada pelo pai, enquanto a raposa, domesticada, segue o caminho contrário, de explorar sua natureza selvagem. Um romance atemporal e para todas as idades, que aborda relações familiares, a relação do homem com o ambiente e os perigos que carregamos dentro de nós mesmos. Pax emociona o leitor desde a primeira página. Um mundo repleto de sentimentos em que natureza e humanidade se encontram numa história que celebra a lealdade e o amor.

2. O mundo mutante de Norm de Jonatahn Meres – Editora Ciranda Cultural

Descrição: Norm sabia que aquele ia ser mais um dia daqueles quando foi acusado de causar o aquecimento global. E essa era só a ponta do iceberg… Parece que o mundo inteiro enlouqueceu. O pai de norm está neurótico com gases do efeito estufa, seu melhor amigo está na puberdade e seu irmão precisa urgentemente de desodorante. Parece que isso não está cheirando nada bem. Será que a vida de norm ainda está sendo injusta com ele? Pior que sim!

3. Livros! de John Alcorn – Editora Pequena Zahar

Descrição: Um livro irresistível – por seu design, ilustrações e espírito – que desafia o domínio generalizado das novas tecnologias e reafirma o encanto sem igual dos livros.

Um clássico de um grande designer e ilustrador americano, que revolucionou a imagem e a edição de livros na década de 1970:John Alcorn. Uma pequena obra destinada a todos os leitores. Um hino de amor aos livros, à leitura, às palavras, à literatura e à inteligência.

4. Para chorar de rir: piadas e charadas de Vários autores – Editora Ciranda Cultural

Descrição: Divirta-se com as mais variadas piadas e charadas! Prepara-se para rir e aproveite para fazer todos ao seu redor rirem também! Torne-se o mestre do riso.

Mês Agosto

 

Dica de livro: A escolha

A seleção e  A Elite são os dois primeiros livros da saga da Kiera Cass e já foram comentados por mim em posts anteriores, por isso hoje vim falar sobre o desfecho desta seleção feita pelo Maxon…

A Escolha

A EscolhaInformações: Terceiro livro da saga da Kiera Cass. Publicado pela Editora Seguinte, nas versões brochura e capa dura. Número de páginas:

Classificação: Jovem adulto.

Descrição: America era a candidata mais improvável da Seleção: se inscreveu por insistência da mãe e aceitou participar da competição só para se afastar de Aspen, um garoto que partira seu coração. Ao conhecer melhor o príncipe, porém, surgiu uma amizade que logo se transformou em algo mais… No entanto, toda vez que Maxon parecia estar certo de que escolheria America, algum obstáculo fazia os dois se afastarem. Um desses obstáculos era Aspen, que passou a ocupar o posto de guarda no palácio e estava decidido a reconquistar a namorada. Em encontros proibidos, ele a reconfortava em meio àquele mundo de luxos e rivalidades. Com essas idas e vindas,

America perdeu um pouco de espaço no coração do príncipe, lugar que foi prontamente ocupado por outra concorrente. Para completar, o rei odiava America e a considerava a pior opção para o filho. Assim, tentava sabotar a relação dos dois, inventando mentiras e colocando a garota em prova a todo instante. Agora, para conseguir o que deseja, America precisa cortar os laços com Aspen, conquistar o povo de Illéa e conseguir novos aliados políticos. Mas tudo pode sair do controle quando ela começa a questionar o sistema de castas e a estratégia usada para lidar com os ataques rebeldes.

Opinião: A Seleção é a minha distopia favorita e é muiiito amorzinho, me apaixonei de cara por esses livros, pois acho suas capas lindas e cheias de charme. Fora que a escrita da Kiera Cass é muito envolvente nestes livros.

Bom vamos a história, a história começa da onde parou em A elite, porém neste livro a America já está decidida que quer o Maxon, porém ele está indeciso porque toda vez que ele tem certeza do que quer algo acontece, ou a própria America faz algo de errado e faz com que o rei caia em cima do Maxon e isto acaba gerando a indecisão dele.

A Escolha Kiera Cass

Este livro é menos enrolado que o anterior, mas a America ainda fica em cima do muro com relação ao Aspen, pois ele é o seu segundo plano caso o Maxon não a escolha, por isso ela não abre mão totalmente dele. Mas ela tem certeza de que realmente quer o Maxon, depois do que ocorreu em A Elite, só que o grande problema é o Rei Clarkson que deixa bem claro que odeia a America e não a quer como nora, poisa lega que ela não tem postura e nem classe, fora o que ela já aprontou…

Então imaginem, como não é difícil para o Maxon, amar alguém que seu odeia, e ainda ficar inseguro se realmente deve escolhê-la, porque ela é impulsiva, respondona e faz o que acha que deve fazer… Maxon com sua indecisão toda acaba conhecendo outra selecionada a fundo, e abrindo suas opções para saber o que realmente deve fazer.

Enquanto essa indecisão entre o Maxon a America está grande, os rebeldes não param de atacar o castelo e os moradores de Illéa, e agora eles estão matando realmente e as castas das selecionadas estão sendo atacadas também. America e Maxon resolveram fazer uma aliança que ninguém nunca imaginaria que seria capaz e não fizeram com o consentimento do Rei.

A Escolha Kiera Cass

E agora o que será que irá acontecer com estes ataques? Será que o Maxon vai escolher alguém? E quem será esta escolhida?

Kiera Cass soube realmente me cativar e dar um desfecho excelente para este livro, os acontecimentos finais foram tão surpreendentes e a leitura foi tão fluida que eu não consegui parar de ler até saber quem seria a escolhida, cada página virada era uma surpresa nova.

Neste livro fiquei com mais raiva do Maxon do que da America, rs, mas claro que depois eu voltava a amá-lo, pois ele é um fofo e há explicações de porque ele fez as coisas que me fizeram odiá-lo,rs.

Enfim, este livro é um amorzinho e é tão bom quanto os outros dois e eu realmente recomendo a todos!!!!

Mês: julho – parte 4

Mês Julho

Chegamos ao fim das nossas férias de julho, as tão sonhadas férias, onde descansamos, saímos e lemos muiiiiiiiito, rs. Mas podemos voltar ao trabalho revigorados, né? E para quem não tirou férias, pode ainda realizar ótimas leituras também, e as dicas de hoje são de livros amorzinhos (andei lendo muito Fazendo meu filme, rs).

1. Simplesmente Acontece de Cecilia Ahern – Editora Novo Conceito

Descrição: O que acontece quando duas pessoas que foram feitas uma para outra simplesmente não conseguem ficar juntas? Todo mundo acha que Rosie e Alex nasceram para ser um casal. Todo mundo menos eles mesmos. Grandes amigos desde criança, eles se separaram na adolescência, quando Alex se mudou com sua família para os Estados Unidos. Os dois não conseguiram mais se encontrar, mas, através dos anos, a amizade foi mantida através de emails e cartas. Mesmo sofrendo com a distância, os dois aprenderam a viver um sem o outro. Só que o destino gosta de se divertir, e já mostrou que a história deles não termina assim, de maneira tão simples.

2. Fazendo meu filme 1 de Paula Pimenta – Editora Gutenberg

Descrição: Tudo muda na vida de Fani quando surge a oportunidade de fazer um intercâmbio e morar um ano em outro país. As reveladoras conversas por telefone ou MSN e os constantes bilhetinhos durante a aula passam a ter outro assunto: a viagem que se aproxima.

3. Minha vida mora ao lado de Huntley Fitzpatrick – Editora Valentina

Descrição: “Minha mãe nunca ficou sabendo de uma coisa, algo que ela reprovaria radicalmente: eu observava os Garrett. O tempo todo.”
Os Garrett são tudo que os Reed não são. Barulhentos, caóticos e afetuosos. São de verdade. E, todos os dias, de seu cantinho no telhado, Samantha sonha ser uma deles, ser da família. Até que, numa noite de verão, Jase Garrett vai até lá e…
Quanto mais os adolescentes se aproximam, mais real esse amor genuíno vai se tornando. Contudo, precisam aprender a lidar com as estranhezas e maravilhas do primeiro amor. A família de Jase acolhe Samantha, apesar dela ter que esconder o namorado da própria mãe.
Até que algo terrível acontece, o mundo de Samantha desmorona e ela é repentinamente forçada a tomar uma decisão quase impossível, porém definitiva. A qual família recorrer? Ou, quem sabe, Sam já é madura o bastante para assumir suas próprias escolhas? Será que está pronta para abraçar a vida e encarar desafios?
Quem você estaria disposto a sacrificar pela coisa certa a se fazer? O que você estaria disposto a sacrificar pela verdade?

4. A escolha de Nicholas Sparks – Editora Arqueiro

Descrição: Para Travis Parker, felicidade é estar com a irmã e os amigos, viajar, andar de moto e praticar esportes radicais. Ele nunca teve um relacionamento amoroso sério, mas não sente falta disso. Para ele, sua vida já está completa.
Pelo menos até conhecer Gabby Holland, a bela médica que acaba de se mudar para a casa ao lado em busca de felicidade e independência. Mas conquistá-la não será tão simples. A jovem tem namorado e fica muito confusa com os sentimentos que o vizinho lhe desperta. E, depois de um fim de semana em especial, ela terá que tomar uma decisão.
Mostrando que sentimentos imprevisíveis levam a caminhos surpreendentes, Nicholas Sparks mais uma vez constrói personagens sensíveis e cenas emocionantes que trazem tanto sorrisos como lágrimas num espaço de poucas páginas.

Mês de julho