[mpsp_posts_slider id='1254']

23 de abril, Dia Mundial do Livro e do Direito de Autor

Antigamente esta data era conhecida como Dia Internacional do Livro e teve sua origem na Catalunha – uma região da Espanha. Primeiramente o dia era celebrado na data de 05 de abril de 1926, em comemoração do nascimento de Miguel Cervantes, escritor Espanhol, mas com o seu falecimento a data passou a ser celebrada em 23 de abril.

Mais tarde a UNESCO instituiu que 23 de abril seria o Dia Mundial do Livro e do Direito de Autor, em virtude de a 23 de abril se assinalar o falecimento de outros escritores, como Josep Pla, escritor catalão, e William Shakespeare, dramaturgo inglês.

Dia Internacional do Livro

19 de abril, Dia do Índio

No Brasil o Dia do Índio é celebrado em 19 de abril, este dia foi decretado pelo presidente Getúlio Vargas, após um decreto. A data pode ser considerada como um motivo de reflexão sobre os valores culturais dos povos indígenas e a importância da preservação e respeito a esses valores.

 

22 de março, Dia Mundial da Água

O Dia Mundial da Água foi criado pela Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas declarando que todo o dia 22 de Março de cada ano como sendo o Dia Mundial da Água.

Esta data foi criada para conscientizar as pessoas sobre a necessidade da conservação da água, abastecimento de água potável, preservação e proteção da água, fontes e suprimentos de água potável e por isso todos os anos durante esta dada há atividades, propagandas e até mesmo programas que falam sobre a conscientização do nosso bem mais precioso.

Podemos passar a música da Palavra Cantada ♪ De gotinha em gotinha e explorá-la, fazer atividades e até mesmo fazer um painel coletivo com os alunos. Segue algumas ideias…

22 de março, Dia Mundial da Água

ǀǀ Fonte de pesquisa: Wikipédia ǀǀ Ideias: Pinterest ǀǀ

Mês: Março

Março de 2018

Nada melhor do que começar o mês de março com leituras boas e criativas, não acham? E para explorar esta criatividade e também desenvolver o senso-comum, eu trouxe livros infanto-juvenil interessantíssimos e espero que gostem!

1. O rei maluco e a rainha mais ainda de Fernanda Lopes de Almeida – Editora Ática
Descrição: No reino desta história, as pessoas fazem o que dá na telha: o padeiro não fabrica pão há anos porque prefere pintar quadros, uma moça passa a vida ao lado de um poço esperando se encontrar no que sai lá de dentro, uma velhinha vigia a Torre do Sono para que ninguém se atreva a dormir… e todos procuram um estafilágrio, coisa que ninguém sabe o que é. Mais malucos ainda são o rei e a rainha: é ele quem serve o povo (até engraxa os sapatos do engraxate!) e só será coroado depois de ter servido bastante, e é ela quem dá aula quando a professora falta. Todo mundo ali fala o que tem vontade e acha muito sábios os provérbios do avô do rei, coisas aparentemente sem pé nem cabeça como ‘quem nunca se afoga muito se arroga’ e ‘uma cauda sem tropeço ou é falsa ou é de gesso’. É nesse lugar que a menina Heloísa vai parar um dia, guiada por uma formiga falante e questionadora. Levando na bagagem todas as referências do seu próprio mundo, Heloísa chega achando tudo aquilo muito errado. Os habitantes malucos do reino, por sua vez, acreditam que é Heloísa quem tem problemas – para eles, ela sofre de ‘dicionário’, mal que acomete quem se prende demais ao uso literal e utilitário das palavras. Em meio a diálogos sensacionais e situações muito inusitadas, Heloísa vai, aos poucos, descobrindo que cada um tem o seu jeito de ser e que há mais de uma maneira de ver as coisas. Enquanto acompanham as aventuras da menina, os leitores compartilham as suas descobertas e, assim como ela, assimilam sem perceber valores essenciais: o questionamento do senso-comum e a autoconfiança.

2. A trem da amizade de vários autores – Editora Brinque Book
Descrição: Desde pequenos, descobrimos que os amigos são um bem precioso. Muitas crianças logo encontram seus pares. Outras têm mais dificuldades em se relacionar e se sentem sós, sem amigos. Artur era um desses. Todos os dias esperava na estação de trem de alguém viesse visitá-lo, mas nunca vinha ninguém. Até o dis em que ele resolveu procurar seus amigos em outras estações.

3. No reino perdido do Beleléu de Maria Heloisa Penteado – Editora Ática
Descrição: Valdomira é uma menina esperta e, quando seu irmão desaparece, ela tem certeza de onde ele está: no Beleléu, porque é lá que vão parar todas as coisas perdidas. Mas resgatar o irmão bagunceiro não será nada fácil. Primeiro ela vai precisar encontrar esse lugar misterioso e, então, terá de convencer um orangotango gigante, o Joaquim, a ajudá-la. Ainda bem que ela não desiste fácil…

4. O livro dos pontos de vista de Ricardo Azevedo – Editora Ática
Descrição: Mãe, pai, filho, filha e quatro animais de estimação: oito histórias, oito maneiras diferentes de ver a vida e avaliar as situações mais comuns do dia-a-dia. Cada um fala sobre o outro, e como se contradizem! Que diversidade e riqueza de pontos de vista!

Março de 2018

8 de março, Dia Internacional da Mulher

Sei o quanto nossos dias em sala de aula são corridos e cheios de lição para dar e ensinamentos a passar para os alunos, mas é muito importante também, lembrarmos algumas datas importantes e ensinarmos o porquê devemos comemorá-las. Por isso resolvi falar um pouco destas datas e trazer algumas ideias do que podemos fazer nelas, apenas lembrancinhas simples para não ocupar muito o nosso tempo.

Vamos começar com a primeira data importante, então…

A ideia de criar o Dia da Mulher surgiu no final do século XIX e início do século XX nos Estados Unidos e na Europa, por causa das lutas femininas por melhores condições de vida e trabalho, e pelo direito de voto. Em 26 de agosto de 1910, durante a Segunda Conferência Internacional das Mulheres Socialistas em Copenhagen, a líder socialista alemã Clara Zetkin propôs a instituição de uma celebração anual das lutas por direitos das mulheres trabalhadoras.

A partir de 1909 as celebrações do Dia Internacional da Mulher ocorreram em diferentes dias de fevereiro e março – dependia do país. Logo no início de 1917, na Rússia, ocorreram manifestações de trabalhadoras por melhores condições de vida e trabalho e contra a entrada da Rússia czarista na Primeira Guerra Mundial. Os protestos foram brutalmente reprimidos, precipitando o início da Revolução de 1917. A data da principal manifestação, foi em 8 de março de 1917, por isso foi instituída como Dia Internacional da Mulher pelo movimento internacional socialista.

Em 1975 a ONU decretou que este seria o Ano Internacional da mulher e então passou-se a comemorar o Dia Internacional da Mulher em 8 de março pelas Nações Unidas com o objetivo de lembrar as conquistas sociais, políticas e econômicas das mulheres, independente de divisões nacionais, étnicas, linguísticas, culturais, econômicas ou políticas.

Selecionei algumas ideias que achei na internet.

Data Comemorativa - Dia das Mulheres

ǀǀ Fonte de pesquisa: Wikipédia ǀǀ Ideias: Pinterest ǀǀ


[instagram-feed]