Livro: O Sol é para todos

Informações: Escrito pela…

View more

Usei… E gostei

Mais uma nova…

View more

Livro: O Orfanato da Srta. Peregrine

Informações: É um…

View more

Projeto de Leitura

Desde o ano…

View more

Mês: Março

Sei que faz…

View more

Brincando na cozinha: Pão de minuto

Esta receita além…

View more

Dica de livro: Menina má

Informações: É um romance…

View more

Mês: Agosto

Um novo mês…

View more

Dica de livro: Mentirosos

Mentirosos

MentirososInformações: Publicado pela Editora Seguinte e escrito pela E. Lockhart. Número de páginas 272.

Classificação: Adulto.

Descrição: Os Sinclair são uma família rica e renomada, que se recusa a admitir que está em decadência e se agarra a todo custo às tradições. Assim, todo ano eles passam as férias de verão numa ilha particular. Cadence — neta primogênita e principal herdeira —, seus primos Johnny e Mirren e o amigo Gat são inseparáveis desde pequenos, e juntos formam um grupo chamado Mentirosos. Cadence admira Gat por suas convicções políticas e, conforme os anos passam, a amizade com aquele garoto intenso evolui para algo mais.
Mas tudo desmorona durante o verão de seus quinze anos, quando Cadence sofre um estranho acidente. Ela passa os próximos dois anos em um período conturbado, com amnésia, depressão, fortes dores de cabeça e muitos analgésicos. Toda a família a trata com extremo cuidado e se recusa a dar mais detalhes sobre o ocorrido… até que Cadence finalmente volta à ilha para juntar as lembranças do que realmente aconteceu.
‘Mentirosos’ é um suspense moderno e sofisticado, impossível de largar até que todos seus mistérios sejam desvendados. Ao mesmo tempo, a prosa lírica e o estilo seco e denso o fará mergulhar de cabeça no mundo dos Sinclair e nas crescentes angústias de Cadence — para então vir à tona completamente impactado.

Opinião: A família Sinclair é uma típica família nobre, são altos, claros, ricos, bonitos, atléticos, inteligentes, vencedores e simpáticos, sempre estão sorrindo e bem apresentados. E em todos os verões eles vão para a ilha particular onde o patriarca da família – Harris – possui uma casa.

E é nesta ilha que a família Sinclair se reuni nos verões, Cadance, seus primos – Jhonny, Mirren, Gat, Will, Liberty, Taft e Bonnie – e suas tias – Carrie, Bass e Penny. A família é bem grande, e juntos a todo momento eles deixam transparecer o ego grande e a sede pelo poder que há em todos. E claro que no meio de tanta disputa os jovens não poderiam ser diferentes e eles acabam se unindo a ganância dos adultos.

Porém Cadance é diferente, a única coisa que importa para ela é a união e a amizade dos Mentirosos – Jhonny, Mirren e Gat (que não é integrante da família).

Mentirosos

O livro começa com o relato do verão dos oito anos dos mentirosos (verão em que todos tinham oito anos) e foi o ano em que ela conheceu Gat, o menino que iria mudar sua vida para sempre. Eles passam a conversar, tem assuntos e desejos em comum e isso os aproxima cada vez mais, porém no verão dos catorze, algo muda, o Gat muda e eles percebem que na verdade estão apaixonados um pelo outro. Só que essa paixão não é bem vista pelo avó de Cadence, já que Gat não faz parte da família e é totalmente diferente dos padrões de beleza aceitos por ele. O verão acaba e cada um segue seu caminho e o mais engraçado é que durante o ano nenhum deles se comunicam, só se veem e conversam no verão, momento em que estão juntos.

Mais um ano passa e no verão dos quinze acontece um estranho acidente, onde a Cadance perdeu a memória e ficou com sequelas: dores fortíssimas de cabeça, enjoos, depressão e fraqueza. Ela simplesmente abandona tudo o que gostava e vive apenas a base de analgésicos e por isso começa a se desapegar de tudo o que não necessita. Cada vez que tenta lembrar o que aconteceu suas dores de cabeça pioram e ela chega a ficar em seu quarto horas dormindo, mas assim que consegue tenta entrar em contato com os mentirosos para tentar descobrir o que aconteceu no verão dos quinze, há dois anos atrás.

Não posso mais falar sobre o livro, há um pedido exclusivo da escritora no final do livro para que não haja nenhum spoiler. Mas uma coisa eu garanto, este livro deveria ser lido por todos, tamanho suspense que é, aconteceram coisas que eu não imaginava, nunca li um livro tão incerto e cheio de detalhes como este.

A escrita da E. Lockhart me surpreendeu do começo ao fim, tanto que não consegui parar de ler o livro até terminar. A tensão existente nas palavras, as metáforas usadas para descrever algumas coisas foram excelentes e a história é contada em primeira pessoa, pela Cadance. Os capítulos do livro são curtos, no início do livro há uma ilustração da ilha particular com a localização das casas de todos os membros da família Sinclair.

Mentirosos

O livro não possui ação, mas a agonia da Cadance nos faz querer saber o que realmente aconteceu, fora que há releituras de contos de fadas escrito por ela mesma.

A escrita envolvente nos faz achar que a história realmente é real e que fazemos parte dela, pois a leitura é suave e nos prende do início ao fim. Há ainda a crítica social que a autora traz em sua escrita, com relação ao rico que quer sempre ficar mais rico, e por isso não mede esforços para conseguir o que quer, chega até o ponto de manipular, corromper, adular, brigar, infringir e até mesmo subornar os menos favorecidos. Esta crítica está estampada no livro do começo ao fim.

Só sei que este livro recebeu 5 estrelas no meu skoob e realmente se tornou um dos meus favoritos, porque o final dele foi totalmente inesperado para mim e fiquei sim de boca aberta e chocada durante um dia inteiro, sem acreditar no que realmente tinha acontecido, há um trecho do livro que descreve bem o que senti: “Não existe uma palavra no Scrabble para descrever como me sinto…”.

Boa leitura leitores!

Mês: Março

Mês

As dicas de hoje serão de livros infanto-juvenis, mas antes gostaria de me desculpar pelo atraso e pela falta de postagem, mas este ano estou trabalhando período integral e isto é ótimo, porém até eu me acostumar, entrar na rotina e aprender a me organizar vai demorar um pouquinho, por isso agradeço a paciência de vocês leitores!

Mas vamos ao que interessa…. 4 dicas de livros, rs.

1. Annie – Editora Intrínseca

Descrição: Aos onze anos, “Annie” é uma garotinha corajosa o suficiente para encarar sozinha as ruas de Nova York perseguindo seu grande sonho: encontrar os pais. Deixada por eles num orfanato quando ainda era um bebê com a promessa de que um dia voltariam para buscá-la, Annie leva uma vida difícil sob o comando da malvada Srta. Hannigan, diretora do lugar. Felizmente, a sorte da menina parece mudar quando o bilionário Oliver Warbucks, auxiliado por sua secretária, a amável Srta. Grace Farrell, decide convidar Annie para passar as festas de fim de ano em sua mansão e logo se vê cativado pelo otimismo da menina. Mas será que ela vai conseguir mesmo escapar da vida dura do orfanato?

2. Você é um homem mau, Sr. Gum! – Editora Galera Record

Descrição: O Sr. Gum é um terror completo, que odeia crianças, animais, diversão e milho verde. Este livro é sobre ele. E sobre uma fada irritada que vive em sua banheira. E também sobre Jake, o cão, uma garotinha chamada Polly e um açougueiro malvado e fedorento, todo coberto de tripas e as aventuras de toda essa turma em Lamonic Bibber.

3. O menino de vestido – Editora Intrínseca

Descrição: A vida de Dennis não é nenhum mar de rosas: ele foi abandonado pela mãe, não se entende com o irmão, o pai está deprimido e, para piorar, há uma regra em casa que proíbe abraços. Só duas coisas o fazem feliz: jogar futebol e olhar vestidos bonitos. Ele é o atacante do time do colégio e adora a revista Vogue. Durante uma detenção, Dennis conhece Lisa, a menina mais bonita da escola e que também se interessa por moda. Os dois se tornam amigos e passam a se encontrar na casa dela. Até que um dia ela o convence a pôr um vestido e ir à aula fingindo ser uma aluna de intercâmbio. É nesse momento que a vida chata e comum de Dennis se transforma em algo extraordinário.

4. Bat Pat 1 – O tesouro do cemitério – Editora Fundamento

Descrição: Oi! Eu sou o Bat Pat! Sim, eu sou um morcego e, sim, eu falo. Mas isso não é importante agora. O que eu tenho para contar neste livro vai fazer você se arrepiar! Uma noite, da janela da minha cripta, vi uma sombra que rondava o cemitério e parecia procurar alguma coisa nos túmulos. E logo depois veio a notícia de que alguém andava invadindo as casas da cidade…
Pela chaminé! Ai, Ai, Ai, que medo medonho! O que será que ele está procurando? Agora eu e meus amigos, Rebeca, Martim e Léo, precisamos resolver esse mistério antes que seja tarde demais!

Mês

Este último livro foi indicação de um aluno que já leu alguns livros da coleção Bat Pat, ele garante que realmente vale a pena ler, mas ainda vou lê-lo e voltarei com a resenha detalhada. Espero que tenham gostado e em breve voltarei com mais dicas!

 

Brincando na cozinha: Bolo de atum

Brincando na cozinha

Bolo de atum

Ingredientes:

• 1 lata de atum ralado sem óleo
• 1 lata de milho verde
• 1 pote de maionese de 500g
• Meia cebola ralada
• Cebolinha picada (opcional)
• 1 pacote de pão de forma sem casca
• Bata palha

Modo de preparo

Em uma vasilha misture os ingredientes: 1 lata de atum ralado, 1 lata de milho verde, 1/4 do pote de maionese, meia  de cebola ralada e a cebolinha picada. Reserve 1/4 deste patê para a finalização do bolo de atum.

Bolo de atum

Em um prato ou refratário coloque 4 pães de forma sem casca (um do lado do outro) e cubra com o patê de atum, depois cubra com mais quatro pães e vá repetindo o processo até os pães acabarem. Após a última camada de pão, coloque o resto da maionese junto com o patê que sobrou e cubra todo o bolo, mas não se esqueça das laterais!

Bolo de atum

E para finalizar jogue bastante batata palha por cima e seu bolo de atum está pronto!

Esta receita é muito mais do que prática, pois não vai ao fogo e as crianças irão amar ter que misturar, mexer e montar o bolo.

Bolo de atum

Dica de livro: Um corpo na biblioteca

Um corpo na biblioteca

Agatha ChristieInformações: Escrito por uma das maiores escritoras de livros policiais da época Agatha Christie e publicado pela Editora Nova Fronteira. Número de páginas: 184.

Classificação: Adulto

Descrição: O corpo de uma jovem é encontrado no tapete da biblioteca dos Bantry, às sete da manhã. A vítima é uma completa desconhecida e o casal Bantry decide chamar as autoridades para investigar o caso — e também, é claro, Miss Marple, detetive amadora e amiga da Sra. Bantry.
Tudo se complica ainda mais quando chega até eles a notícia de outra adolescente morta, carbonizada dentro de um carro incendiado em uma pedreira. Qual será a possível conexão entre os dois incidentes?

Opinião: É uma manhã normal na casa dos Bantry, até que todos ouvem os gritos da empregada que acabou de avistar um corpo na biblioteca. A senhora Bantry como sempre foi resolver o problema afim de deixar seu marido descansar mais, porém com esta notícia ela se viu obrigada a acordar seu marido. E ao confirmarem que realmente havia um corpo na biblioteca, decidiram chamar a polícia.

Preocupada com a reputação de seu marido, a Sra. Bantry pede que seu motorista vá imediatamente buscar sua melhor amiga, a Miss Marple que resolve casos em um piscar de olhos.

Agatha Christie

Logo após o corpo ser encontrada, um carro é incendiado com uma pessoa dentro e a polícia não entende como os dois casos podem ter alguma ligação, porém Miss Marple sabe qual é a ligação dos dois casos.

O livro por ser uma história policial não posso falar muito sobre ele, senão acaba com o suspense. Ele é bem escrito e tem uma desenvoltura excelente, mas achei um pouco massante, não sei se é pela escrita formal, ou  por ser um pouco parado.

Este foi o primeiro livro da Agatha que eu li e gostei, ao procurar vi que tem vários casos da Miss Marple assim como alguns livros com outros “detetives” – se é que podemos chamar assim, rs -, mesmo a leitura deste livro sendo difícil para mim eu vou dar oportunidade a outros livros da Agatha Christie, pois amo livros policiais e seus desfechos que muitas vezes são surpreendentes.

Agatha Christie

Além disso esta edição da Editora Nova Fronteira é realmente bonita, é de capa dura, com folhas grossas e me surpreendeu por sua riqueza em detalhes na capa, por isso quero todos, rs.

 

Como orientar seu filho a arrumar a mochila

Leitores escolhi este tema, porque cada vez mais nossos alunos, filhos, sobrinhos, em geral preferem não arrumar a mochila para o próximo dia de aula e isso acaba atrapalhando o desenvolvimento e a correção das lições de casa, por isso devemos ensinar não só em casa, mas em sala de aula, como eles devem arrumar suas mochilas, pois é algo que eles muitas vezes não sabem.

Devemos orientá-los a olharem todos os dias o horário das aulas para fazerem as lições, e até mesmo verificarem se está tudo em ordem e completo;
Após a verificação e o término das lições de casa, eles deverão separar os cadernos e os materiais necessários para o próximo dia;
É muito importante nas primeiras vezes os pais acompanharem esta organização e verificarem se os alunos realmente arrumaram corretamente o material.

Material

E é dever dos professores acompanharem se os alunos realmente levaram todos os materiais do dia, e caso não tenham levado devem avisar os pais para que assim possam conversar com seus filhos e acompanhar mais de perto.

Sei que os alunos precisam de autonomia, mas nos primeiros anos do fundamental I (1°, 2° e 3°) é fundamental que as crianças sejam orientadas e acompanhadas a todo momento, para que assim elas se tornem pessoas mais organizadas.

Fora que devemos orientá-los a nunca levarem todos os cadernos, livros, apostilas e materiais, porque o excesso de peso causará problemas futuros à coluna e atrapalhará na formação dos mesmos.

Concluindo, a todo momento devemos orientar as crianças, pois não devemos ter a certeza de que eles já sabem o que devem fazer e além do mais, são crianças e elas esquecem o que realmente devem fazer, por isso vamos orientá-los e depois dar autonomia aos poucos para que assim possam ter um bom aproveitamento em sala de aula.