Anna e o beijo francês

Escritora: Stephanie Perkins ǀǀ Editora:…

View more

Usei… E não gostei!

O protetor solar facial é…

View more

Mês: Novembro

Este mês vamos de livros…

View more

Mês: Outubro

As últimas dicas infanto-juvenil para…

View more

Motive-se

Ahhhh… Como eu amo o…

View more

Mês: Outubro

E o mês das crianças…

View more

Usei… E gostei!

Sabe qual é o melhor…

View more

Rocambole de carne moída com purê de batatas

Ingredientes do rocambole • 1…

View more

Mês: Junho

Junho 2018

Já falei aqui no blog sobre livros no estilo chick lit ou como é mais conhecida “Literatura para mulherzinha”, no qual as protagonistas são mulheres fortes e modernas. Hoje resolvi fazer mais algumas indicações de livros com este gênero.

1. Eu odeio te amar de Liliane Prata – Editora Gutenberg
Descrição: Débora estava prestes a viver o dia mais feliz de sua vida. Tudo estava pronto para o casamento perfeito com Felipe, o noivo mais lindo e fofo que alguém poderia ter. O apartamento estava arrumado, e todos os detalhes da lua de mel na Grécia, acertados. Até um novo emprego na redação de uma revista feminina a esperava na volta da viagem. Seria o começo de uma nova etapa de uma vida com a qual ela sempre sonhou. Na véspera da cerimônia, o noivo precisou ficar até mais tarde no escritório para resolver as últimas pendências, e ela resolveu fazer uma surpresa e aparecer sem avisar. Mas quem foi surpreendida foi ela: pegou Felipe em flagrante com a irmã do sócio, na situação mais comprometedora possível. O que fazer? Armar um escândalo e terminar tudo? Esquecer o que viu, casar e ser feliz para sempre? O que fazer quando se sente, ao mesmo tempo, um amor profundo e um ódio avassalador? Para Débora, a resposta é: criar um plano maluco para sair dessa situação e dar a volta por cima!

2. Lembra de mim? de Sophie Kinsella – Editora Record
Descrição: Lexi desperta em um leito de hospital após um acidente de carro, pensando que está em 2004, que tem 25 anos, uma aparência desleixada e um namoro desastroso. Mas, para sua surpresa, ela descobre que está em 2007, tem 28 anos, é chefe de seu departamento e sua aparência está impecável. E ainda é casada com um lindo milionário! Ela não pode acreditar na sorte que teve. Mas conforme ela descobre mais sobre a nova Lexi, nota problemas graves em sua vida perfeita. E, para completar, uma revelação bombástica pode ser sua única esperança de recuperar a memória.

3. Azar o seu! de Carol Sabar – Editora Jangada
Descrição: Parada num engarrafamento no Rio de Janeiro, Bia está pensando em sua vida azarada. O motorista do carro ao lado, tenta se comunicar com ela, mas Bia não o reconhece. Então, ele sai do carro, mas não tem tempo de se explicar, pois começa um violento tiroteio e eles se jogam lado a lado no asfalto. Certa de que está prestes a morrer, Bia entra em desespero e se prepara para dizer suas últimas palavras, na esperança de que o suposto desconhecido possa levar um recado a Guga, seu amor da adolescência, sem perceber que é ele próprio que está ali, ouvindo a inesperada declaração de amor! Os dois escapam juntos do tiroteio e, a partir daí, começam a se envolver, dia após dia. Guga, sem coragem de assumir sua verdadeira identidade, e Bia, feliz consigo mesma por finalmente estar se apaixonando por alguém que não é Guga. Nunca uma maré de azar foi tão engraçada!

4. Curvas de aprendiz de Gemma Townley – Editora Record
Descrição: A londrina Jen Bell foi abandonada pelo pai e cresceu ouvindo sua mãe descrevê-lo como um monstro. Envolvida com a luta pela ecologia, sua principal ocupação era viajar com o namorado. Quando terminam, ela volta para Londres para trabalhar na Futuro Verde, a empresa engajada da mãe. Jen logo se envolve em um plano para investigar uma suspeita de corrupção na Bell, firma bem-sucedida do pai. Mas após se infiltrar na empresa, ela descobre que todas as histórias têm dois lados.

Junho 2018

Quase casados

Escritora: Jane Costello ǀǀ Editora: Record ǀǀ 416 Páginas ǀǀ Gênero: Chick Lit ǀǀ Classificação: 4

Quase casadosDescrição: Para Zoe Moore, o dia de seu casamento foi o mais marcante de sua vida. Ou melhor, o dia em que deveria ter se casado, mas em vez disso, foi largada no altar após sete anos de namoro. Arrasada e disposta a se recuperar, ela decide se mudar de Liverpool para os Estados Unidos e trabalhar como babá. Ao chegar em Boston, ela se depara com a esperta Ruby, prestes a completar 6 anos, o adorável Samuel, que acaba de fazer 3, e o pai deles, Ryan Miller. Seu novo chefe, além de fazer uma bagunça sem precedentes e de ter um mau humor imbatível, é incrivelmente bonito. Depois de um começo um tanto decepcionante, Zoe e Ryan começam a se entender, mas ela está prestes a descobrir que recomeços podem ser mais difíceis do que esperava.

Opinião: Quando peguei o livro achei que fosse estilo Marian Keys, e realmente era muito parecido, mas me fez gostar mais do que dos livros da Marian, pois não foi massante e a história me fez querer saber o que aconteceria na vida da Zoe rapidamente.

O livro já começa com a Zoe deprimida por ter sido largada no altar, ela mal quer ver as pessoas, não quer conversar e só come, por isso acaba engordando um pouco, então cansada de sua vida, de sua mãe super protetora e de sua cidade, ela resolve embarcar para os Estados Unidos trabalhar de babá, só que o problema é que a Zoe nunca havia viajado, muito menos saído de sua cidade.

Logo de cara a protagonista mostra que é engraçada e estabanada – fato que fez-me identificar muito com a Zoe, rs. Tudo dá errado na vida de Zoe, a caminho dos Estados Unidos a empresa que a contratou liga e diz que ela não vai mais para lá e sim para Boston, ficar com outra família e ela já chega em Boston toda atrapalhada, comete uma gafe com seu novo chefe, o Ryan Miller, e conhece seus filhos, Ruby e Samuel.

A primeira vista Ryan é lindo, porém é um conquistador barato, que sai com uma e com outra e ainda não tem tempo para ficar com seus filhos, fazendo com que a babá fique 24 horas e 7 dias por semana com seus filhos, e isso acaba tirando a Zoe do sério, mas não a impede de ter uma quedinha por seu chefe e de tentar arrumar a vida das crianças. E é nesta hora que a história clichê começa, mas com uma pitada de humor e muito desastre.

Quase casados

Conforme a história vai fluindo conhecemos mais sobre o Ryan Miller, descobrimos o motivo dele ser como é, e aprendemos a gostar dele – além de sua beleza – e a desejar que as coisas mudem para ele, que ele realmente encontre uma mulher boa e legal para a vida dele e das crianças.

Desde o início o final já fica claro, mas eu realmente gostei do livro e da Zoe, que ao meu ver é ingênua com relação a algumas coisas, não se por ter ficado 7 anos com o mesmo cara, ou por nunca ter saído de sua cidade, mas acho que tal ingenuidade que fez com o que o livro fosse bom, mas também o fato de Zoe estar sempre caindo, rolando as escadas, tropeçando – tão eu! – e falando algo errado na hora errada, esses episódios me faziam rir muito e tornavam a leitura mais envolvente.

Quase casados

No quesito chick lit este é um excelente livro, com uma escrita leve e cheio de humor!

Mês: Julho – parte 2

Mês Julho

As indicações desta semana, são de livros de estilo chick lit, que são livros românticos com uma escrita leve, divertida, que retratam as mulheres modernas da melhor forma possível. Então pesquisei e selecionei 5 livros para dar um up nas leituras.

1. Doce Perdão de Lori Nelson – Editora Verus

Descrição: Hannah Farr é uma personalidade de New Orleans. Apresentadora de TV, seu programa diário é adorado por milhares de fãs, e há dois anos ela namora o prefeito da cidade , Michael Payne. Mas sua vida, que parece tão certa, está prestes a ser abalada por duas pequenas pedras… As Pedras do Perdão viraram mania no país inteiros. O conceito é simples: envie duas pedras para alguém que você ofendeu ou maltratou. Se a pessoa lhe devolver uma delas, significa que você foi perdoado. Inofensivas no início, as Pedras do Perdão vão forçar Hannah a mrgulhar de volta ao passado – o mesmo que ela cuidadosamente enterrou -, e todas as certezas de sua vida virão abaixo. Agora ela vai precisar ser forte para consertar os erros que cometeu, oou arriscar perder qualquer vislumbre de uma vida autêntica para sempre.

2. Tamanho 42 não é gorda da Meg Cabot – Editora Galera Record

Descrição: A cantora pop Heather Wells chegou ao fundo do poço. Nenhuma gravadora se interessa por suas músicas, o pai está atrás das grades e a mãe fugiu para Buenos Aires com todas as suas economias. Quando finalmente consegue um emprego de inspetora em uma faculdade, Heather acredita que tudo está melhorando. Ou será que ela está enganada?

3. Um presente da Tifanny de Melissa hill – Editora Intrínseca

Descrição: Véspera de Natal na Quinta Avenida: dois homens estão comprando presentes para as mulheres que amam.
Gary quer dar para a namorada, Rachel, uma pulseira de berloques. Em parte, como agradecimento por ela ter pagado a viagem a Nova York durante as festas de fim de ano, mas principalmente porque ele deixou, como sempre, tudo para a última hora.
Enquanto isso, Ethan está procurando algo mais especial — um anel de noivado para Vanessa, a mulher que conseguiu levar felicidade à sua vida e à de sua filha depois da morte da primeira esposa, que ele amava tanto.
A vida desses dois casais acaba se cruzando por acidente. Quando as sacolas de compras dos dois homens se misturam sem que ninguém perceba, Rachel ganha o anel de noivado que seria de Vanessa, e encontrar a joia para entregá-la à sua legítima dona revela-se uma tarefa mais complicada do que Ethan imaginava.
Será que o destino tem algo inesperado reservado para os casais? Ou será a magia da Tiffany que está no ar?

4. Melancia de Marian Keyes – Editora Bertrand Brasil

Descrição: ‘Melancia’ é um romance sobre a arte de manter o bom humor mesmo nos momentos mais adversos. Com 29 anos, uma filha recém-nascida e um marido que acabou de confessar um caso de mais de seis meses com a vizinha também casada, Claire se resume a um coração partido, um corpo inteiramente redondo, aparentando uma melancia, e os efeitos colaterais de gravidez, como, digamos, um canal de nascimento dez vezes maior que seu tamanho normal! Nada tendo em vista que a anime, Claire volta a morar com sua excêntrica família: duas irmãs, uma delas obcecada pelo oculto, e a outra, uma demolidora de corações; a mãe viciada em telenovelas e com fobia de cozinha; e o pai, à beira de um ataque de nervos. Após passar alguns dias em depressão, bebendo e chorando, Claire decide avaliar os prós e os contras de um casamento de três anos. É justamente nessa hora que James, seu ex-marido, reaparece. Claire irá recebê-lo, mas lhe reservará uma bela surpresa.

5. Bolsas, beijos e brigadeiros de Fernanda França – Editora Planeta do Brasil

Descrição: Melissa é uma jovem e impetuosa jornalista, que vive de escrever suas deliciosas aventuras por belas e curiosas cidades do mundo. Em nova fase de sua vida profissional, ela viaja à Europa em busca de cenários para as suas matérias e também de suas raízes italianas. Em meio a essa instigante jornada, além dos percalços comuns a uma mochileira no Velho Mundo, Melissa precisa lidar com a distância de seus familiares queridos, principalmente de sua mãe — grávida de um lho temporão —, e os misteriosos sumiços de seu namorado, Théo. O que será que ele lhe esconde? Por que desaparece sem deixar rastros e reaparece como se nada tivesse acontecido? É o que o leitor irá descobrir ao ler este saboroso romance e misto de guia turístico da Europa.

Mês Julho