Usei… E gostei!

Aqueles dias mais frios, deixam…

View more

Mês: Julho

Os livros que irei indicar…

View more

Almondegas assadas

Ingredientes • 500 gramas de…

View more

Mês: Julho

Com a chegada das férias,…

View more

Motive-se

Mais um Motive-se para terminar…

View more

Nossos dias infinitos

Escritora: Claire Fuller ǀǀ Editora:…

View more

Mês: Junho

Já falei aqui no blog…

View more

Motive-se

O primeiro motive-se vem com…

View more

Malala, a menina que queria ir para a escola

Malala, a menina que queria ir para a escolaInformações: Publicado pela Editora Companhia das Letrinhas em 27 de abril de 2015 e escrito por Adriana Carranca. Número de páginas:

Classificação: Infanto-juvenil

Descrição: No primeiro livro-reportagem destinado ao público infantil, a jornalista Adriana Carranca relata às crianças a história da adolescente paquistanesa Malala Yousafzai, baleada por membros do Talibã aos catorze anos por defender a educação feminina. Na obra, a repórter traz suas percepções sobre o vale do Swat, a história da região e a definição dos termos mais importantes para entender a vida desta menina tão corajosa.

Opinião: Em um local onde meninas e mulheres não podiam aprender, estudar e eram repreendidas, Malala nasceu, uma menina que sempre soube o que queria e foi atrás com unhas e garras de seus objetivos.

Primeiramente conhecemos a terra em que Malala nasceu, o vale do Swat, no Paquistão, uma terra onde reis, príncipes, princesas, nobres e até mesmo Alexandre o Grande viveram. Uma linda terra, com belas paisagens, montanhas, guerreiros, pashtuns, entre outros.

Malala a menina que queria ir para a escola

Como seu pai era diretor de escola, Malala cresceu em meio aos corredores e as salas de aula, sempre indo atrás do saber e sedenta por aprendizado. Com a guerra chegando ao seu vale, ela criou um blog e o atualizava diariamente, para contar ao mundo como sua vida passou a ser e quais as dificuldades ela teve que enfrentar.

O interessante do livro é que ele sempre nos traz o significado das palavras, o que faz com que as crianças entendam facilmente, há ilustrações riquíssimas e cheias de detalhes, combinando com algumas fotografias e a leitura é fluida.

É vergonhoso dizer isto, mas eu não conhecia a fundo a história da Malala, mas através deste livro fiquei conhecendo mais sobre a sua luta e sua vida. Malala foi descoberta e passou a aparecer nos canais de televisão e divulgar sua sede de aprendizado a todos, mas também expôs as dificuldades que há no Paquistão, e por causa disso aos 15 anos ela e suas três amigas ao voltarem para casa sofreram um atentado, no qual foram baleadas, tiveram que fazer cirurgia e sobreviveram.

Malala a menina que queria ir para a escola

Após este atentado a jornalista Adriana se interessou pela história e foi para o Paquistão conhecer tudo a fundo e conversar com as três garotas que queriam tanto aprender, o livro contém relatos pessoais e também retirados de entrevistas feitas com a Malala, e isto o torna rico e cheio de vivacidade.

Com este livro aprendemos sobre a força das palavras e a coragem que uma menina chamada Malala teve ao expor suas vontades e ambições, é um livro com uma história forte e com uma grande líder, que deve ser conhecida e ainda servirá de exemplo à todos.

Mês: Fevereiro

Fevereiro

Como estamos no início do mês, hoje temos indicações para fevereiro!
E hoje indicarei livros infanto-juvenis que são excelentes e leves para todas as idades. Sei que nem todos gostam, mas sempre faço questão de ler um livro infanto-juvenil por causa dos meus alunos, como vocês já sabem, e geralmente eles amam as indicações. Vamos lá…

1. O diário da Princesa Volume 1 – Editora Galera Record

Descrição: Mia Thermopolis, uma garota nova-iorquina comum, descobre, de repente, ser a herdeira de um reino europeu. Ela vai, então, morar com seu pai, para aprender a agir como a verdadeira nobre que é. Mas sua avó, a velha princesa Genovia, acha que ela tem muito a aprender antes de poder subir ao trono.

2. Frank Einstein e o motor antimatéria – Editora Intrínseca

Descrição: Frank Einstein é um menino de 10 anos que adora passar o tempo em seu laboratório na garagem do avô, onde pode misturar ciência e muita imaginação para criar inventos bem originais. Sua criação mais recente é o RobôGente, uma máquina capaz de pensar. Frank tem um plano mirabolante e só precisa de uma noite repleta de raios no céu para colocá-lo em funcionamento.
De repente, o que parecia destinado ao fracasso ganha vida.
No meio da noite, dois robôs se autoconstroem e de uma hora para outra Frank ganha dois ajudantes de laboratório. Donos de personalidades bem diferentes, o espertinho Klink e o desajeitado Klank não são os auxiliares ideais, mas mesmo assim ajudam o jovem cientista a construir um motor antimatéria para competir no Prêmio de Ciências da cidade. Tudo parece ir bem… até que o arqui-inimigo de Frank, T. Edison, entra em cena e sequestra os robôs, obrigando-os a colaborar em um plano maligno.

3. Histórias de Antigamente – Editora Companhia das Letrinhas

Descrição: Toda família tem histórias que passam de uma geração para outra. Patricia Auerbach sempre gostou muito de saber sobre a vida de antigamente, e ficava pedindo para os avós e pais contarem histórias engraçadas e interessantes que se passaram com eles.
Além de narrar seus divertidos causos familiares e falar sobre os costumes de antigamente, a autora explica como e quando essas engenhocas — a televisão, a geladeira, o carro, a privada e o telefone — foram inventadas, revolucionando o nosso jeito de viver.

4. Contos de Adivinhação – Editora Scipione

Descrição: Já ouviu falar de um rei infeliz que vive atazanando os súditos com adivinhas? Ou do velho soldado que, para escapar da morte, inventa poesia? Da estranha moça que só aceita se casar com quem se esconder e ela não puder encontrar? Assim são as histórias deste livro: divertidas e instigantes. Todas resgatadas por Ricardo de Azevedo da rica cultura popular brasileira.

5. Diário de um Banana Volume 1 – Editora V&R

Descrição: Não é fácil ser criança. E ninguém sabe disso melhor do que Greg Heffley, que se vê mergulhado no ensino fundamental, onde fracotes subdesenvolvidos dividem os corredores com garotos que são mais altos, mais malvados e já se barbeiam.
Em “Diário de um banana”, o autor e ilustrador Jeff Kinney nos apresenta um herói improvável. Como Greg diz em seu diário: “ Só não espere que eu seja todo ‘Querido diário’ isso, ‘Querido diário’ aquilo.”
Para nossa sorte, o que Greg Heffley diz que fará e o que ele realmente faz são duas coisas bem diferentes.

Fevereiro

Mês: Dezembro – parte 3

Mês Dezembro

Último post de indicações de livros infanto-juvenis de dezembro!
E por ser o último vim com quatro indicações que eu acho que são fantásticas para as crianças lerem e fecharem com chave de ouro o mês de dezembro e consecutivamente o ano de 2015.

1. Pippi Meialonga de Astrid Lindgren – Editora Companhia das Letrinhas

Descrição: Píppi é uma menina de nove anos incrivelmente forte. Não tem pai nem mãe e mora sozinha, mas feliz da vida. Seus companheiros são um cavalo e um macaquinho. Ela mesma faz suas roupas – bem esquisitas – e sua comida – biscoitos, panquecas e sanduíches. Destemida e sapeca, lembra a Emília do Sítio do Pica-Pau Amarelo. Píppi tem sempre uma resposta na ponta da língua, está sempre inventando histórias e demonstra grande confiança em si mesma. Dá uma surra em cinco meninos brigões, engana os policiais que querem levá-la para um lar de crianças, põe dois ladrões a correr e enfrenta um touro a unha. Nada convencional e um tanto anárquica, causa espanto e confusão por que realiza sonhos de liberdade e aventura.

2. Sr. Gum e o Biscoito Bilionário de Andy Stanton – Editora Galera Record

Descrição: O Sr. Gum é um horror. Odeia crianças, animais, diversão e está sempre disposto a atrapalhar a vida do pessoal da cidade de Lamonic Bibber. Desta vez, nossos heróis, Polly e Sexta-Feira O’Leary, conhecem um homem-biscoito chamado Alan Taylor, que tem músculos elétricos e é cheio de dinheiro! Ele é bonzinho, mas não muito esperto, e é claro que o Sr. Gum vai querer tirar vantagem dele. Ainda bem que Polly e Sexta-Feira estão por perto para deter esse vilão.

3. O Mágico de Oz de L. Frank Baum – Editora Zahar

Descrição: Levado aos palcos e às telas, citado e cantado, lido e relido em todo o mundo, ‘O Mágico de Oz’ é a mais famosa história infantil da literatura americana. Apó a passagem de um ciclone, Dorothy e seu cachorrinho Totó vão parar na estranah Teera de Oz. Ao lado de novos amigos – o Espantalho, O Lenhador de Lata e o Leão Covarde – encaram perigos e aventuras, desafios e seus próprios medos, num alonga viagem de volta, e de autodescoberta.

4. Uma Professora Muito Maluquinha do Ziraldo – Editora Melhoramentos

Descrição: Um livro que tem graça e ternura. Ao evocar a ‘Professora Maluquinha’, o autor coloca nos olhos do leitor algumas lágrimas de emoção e saudade. Mais do que ensinar, a ‘Professora Maluquinha’ deu a seus alunos a oportunidade de aprender a leitura, com alegria e amor.

Dezembro parte 3

Os livros acima fazem com que as crianças usem bastante a imaginação, pois há partes nas histórias dos livros que não são reais e que exercitam os pensamentos… Eu particularmente acho isso fantástico, pois ajuda realmente as crianças a terem uma visão diferente sobre a leitura, pois ela passa de algo maçante para uma leitura prazeroso, no qual eles vão querer ler mais e mais. Claro que nem todas as leituras nos pegarão de jeito e nos deixarão fascinados, porém nunca devemos desistir e devemos deixar isso bem claro para as crianças (Nunca desistirem de algo!).

Bom é isso, espero que vocês tenham realmente gostado desta seção especial de dezembro, mas logo logo volto com mais dicas, seja infanto-juvenis, young adults, suspense, ainda não sei… Mas se tem algo que você gostaria de ler aqui no blog, deixe seu comentário irei amar ler ele e poder expandir os assuntos abordados aqui no blog!