Talvez um dia

Escritora: Colleen Hoover ǀǀ Editora:…

View more

Mês: Julho

Cada vez mais o gênero…

View more

Usei… E gostei!

Aqueles dias mais frios, deixam…

View more

Mês: Julho

Os livros que irei indicar…

View more

Almondegas assadas

Ingredientes • 500 gramas de…

View more

Mês: Julho

Com a chegada das férias,…

View more

Motive-se

Mais um Motive-se para terminar…

View more

Nossos dias infinitos

Escritora: Claire Fuller ǀǀ Editora:…

View more

Como ajudar as crianças a entenderem a matemática

Nós, adultos, temos dificuldade em alguma área da matemática, imaginem as crianças…

Mês passado fiz um curso sobre matemática cujo o nome era “Construindo e compreendendo as ações e operações matemáticas”. Este curso me abriu muito os olhos, principalmente com relação as operações mais simples. Aos poucos vou vir compartilhar com vocês o que aprendi, mas hoje vou falar um pouco sobre a dificuldade que as crianças tem em desenvolver as contas e as situações problemas mais simples da matemática.

As crianças de hoje em dia são diferentes das de antigamente, pois hoje em dia os estudos estão mais avançados, a criação é diferente, as crianças estão mais espertas, principalmente com relação as tecnologias e estão sempre em busca de mais, por isso devemos sempre nos reinventar e traçar novos métodos para podermos ter a atenção das crianças e poder fazer com que compreendam a matéria.

Antigamente tínhamos que aprender na raça, ou apenas decorar, principalmente quando o assunto era TABUADA – ninguém nem conseguia ouvir o nome sem ficar estressado, rs. Não explicavam para a gente o porque, qual era o objetivo e para que servia, mas hoje com muitos estudos, principalmente na área da neurociência, vemos qual a importância de se passar tais informações para as crianças e vemos quão diferente é a aprendizagem assim que você passa a explicar melhor, ao invés de impor e querer que a criança apenas decore.

A primeira dica valiosa que aprendi no meu curso de matemática foi que, tudo que for apresentado para as crianças, primeiro elas precisam ter o contato com o concreto, pois para ela é muito abstrato apenas ter que fazer uma operação ou até mesmo uma situação problema, por isso tudo primeiro tem que ser trabalhado com o concreto (ficou redundante, mas é para dar muita enfase na necessidade da criança de tocar e olhar o material), com a construção. É rico e de grande ajuda para a criança se o que for trago estiver relacionado com o dia a dia da classe, pois além de concreto a criança também está familiarizada com o assunto.

Muitas vezes queremos passar logo a matéria, porque o prazo dos livros/ apostilas estão se excedendo e temos um prazo para terminá-los, mas não adianta darmos a matéria de qualquer jeito, temos que focar num bom aprendizado e levar em conta que cada aluno tem o seu tempo e precisa realizar a construção da matemática e a construção das operações.

Abaixo há duas fotos de exemplos de como ajudar as crianças com dificuldade em operações simples de adição e subtração usando o concreto.

• 7+2 usando canetinhas como objeto concreto afim de ajudar os alunos a raciocinarem visualizando, ou pode ser feita a simbolização através de pauzinhos.

Matemática

• 8-4 usando forminhas de doces, colocando oito formas fica mais fácil para a criança poder retirar 4 e saber como funciona a subtração.

Matemática

Depois deste texto e dos dois exemplos, espero que eu tenha ajudado um pouco e que possamos cada vez mais ajudar as crianças a entenderem melhor a matemática e quebrar o tabu de que matemática é muito chata.

Como trabalhar a matemática?

Boa noite leitores!

 

Hoje vim tratar de um assunto que não sei para vocês, mas para mim as vezes é um pouco difícil de se passar para os alunos, pois eles ficam ansiosos e me interrompem, não deixam eu terminar a explicação e vão logo falando, ou querendo que eu explique logo.

Ensinar matemática… Não é apenas o ato de ensinar, é passar, transmitir, pois não adianta querer que eles decorem apenas para prova, pois assim nunca aprenderão.

Como sabemos a matemática vem desde a educação infantil, quando eles começam a contar, ver figuras geométricas, fazer contas básicas de 1+1, montar quebra cabeça, usar blocos de construção e por aí vai. Só que quando entram no ensino fundamental a matemática fica mais complexa, requer mais habilidades, mais memorização, mais atenção com relação a tudo, eu sempre digo para os meus alunos que se errar um número na conta, eles errarão tudo, pois o resultado já não será o mesmo.

Uma coisa que faço todos os dias antes das aulas de matemática é: pedir que façam silêncio, que primeiro compreendam para serem compreendidos, que tentem fazer pelo menos um exercício sozinhos e se a dúvida permanecer irei ajudá-los, pois todos tem que sair da sala sabendo fazer, porque tudo o que é ensinada em sala, vai de lição de casa e isso tem funcionado bastante. Conversar com eles antes da aula tem ajudado eles a ficarem menos ansiosos e ouvirem primeiro a explicação da matéria.

Outra maneira de se trabalhar é fazendo texto explicativos, cartazes em que eles mesmos confeccionem, para assim colocarem em prática visualizando o conteúdo trabalhado. Esses dias alguns alunos estavam com dúvidas em geometria, todos juntos confeccionamos um cartaz explicando o que era cada figura e colando figuras após a explicação e isso funcionou bastante.

Bem, essa é a minha experiência. Se vocês tiverem mais sugestões escrevam no comentário, ficarei feliz em lê-las e respondê-las.

Beijinhos e até o próximo post.