Usei… E gostei!

Como faço tratamento com a…

View more

Mês: Dezembro

Agora que as férias do…

View more

Motive-se

Mais um achado do Pinterest……

View more

Anna e o beijo francês

Escritora: Stephanie Perkins ǀǀ Editora:…

View more

Usei… E não gostei!

O protetor solar facial é…

View more

Mês: Novembro

Este mês vamos de livros…

View more

Mês: Outubro

As últimas dicas infanto-juvenil para…

View more

Motive-se

Ahhhh… Como eu amo o…

View more

Mês: Maio

Mês Maio

Estou um pouco atrasada com as indicações do mês de maio, mas está valendo… Antes tarde do que nunca, né? Sei que estou devendo muiiiiiitos posts, mas minha vida está uma loucura, está corrida e muito atarefada, peço desculpas pela minha ausência. Vamos para a lista das cinco indicações de livros do mês de maio…

1. Diário de um banana – Volume 1 – Editora Vergara & Riba

Descrição: Não é fácil ser criança. E ninguém sabe disso melhor do que Greg Heffley, que se vê mergulhado no ensino fundamental, onde fracotes subdesenvolvidos dividem os corredores com garotos que são mais altos, mais malvados e já se barbeiam.
Em “Diário de um banana”, o autor e ilustrador Jeff Kinney nos apresenta um herói improvável. Como Greg diz em seu diário: “ Só não espere que eu seja todo ‘Querido diário’ isso, ‘Querido diário’ aquilo.”
Para nossa sorte, o que Greg Heffley diz que fará e o que ele realmente faz são duas coisas bem diferentes.

2. O circo do amanhã – Editora Companhia das Letrinhas

Descrição: Alice e Maria Isabel são melhores amigas: estudam juntas e moram no mesmo prédio. Maria Isabel pega a maior faringite e fica de molho, bem na semana em que coisas muito estranhas começam a acontecer na escola, envolvendo um novo bedel muito mal-humorado e com um bigode suspeito.
Para não pegar dor de garganta da amiga, Alice resolve contar tudo o que está acontecendo por cartas, que deixa embaixo da porta do apartamento de Maria Isabel sempre que sai ou chega em casa. E ela responde, claro, no maior capricho. Assim, enquanto desvendam um grande mistério, as duas trocam informações e também receitas, poemas, partituras, adivinhas, dobraduras e muito mais.

3. Wendy matraca no rabo do crocodilo – Editora Vergara & Riba

Descrição: Todos a chamam de “pássaro engasgado” por causa de sua risada – uma mistura de risadinhas + soluços. Isso é tão forte que ela não pode controlar, sempre que vê algo engraçado ela desata a rir! Seu nome é Wendy Matraca, e o leitor vai descobrir como essa simpática garotinha vai conseguir chamar a atenção de toda a escola, mesmo não sendo a menina mais popular de todas!

4. 1 drible, 2 dribles, 3 dribles – Editora Companhia das Letrinhas

Descrição: Drible não é lá uma palavra muito fácil de se dizer, já a sua execução, pra quem consegue, traz uma sensação muito boa. Joca que o diga: era o maior craque da sua cidade, o rei da pelada na praia, o grande armador do time. Mas, quando seu pai é promovido e tem de mudar de cidade com a família, o menino perde seu posto. Para reconquistar a fama, ele vai passar por muitos desafios.

5. Os detetives do prédio azul  – Primeiros casos – Editora Pequena Zahar

Descrição: Primeiro livro de uma série que traz as aventuras de Capim, Mila e Tom, amigos inseparáveis que brincam de detetive e acabam desvendando todos os mistérios que surgem no prédio em que moram. A maior inimiga da turma é a síndica dona Leocádia, que odeia crianças e gosta de dar ordens em todo mundo. Em cada capítulo, um caso misterioso a ser desvendado pelos incríveis Detetives do Prédio Azul! Inspirado na série de tv homônima.

Mês Maio

Estes são as minhas cinco indicações, e como estamos no finalzinho do mês de maio, mas perto do feriado de Corpus Christie ainda dá tempo de ler um desses livros. Espero que tenham gostado!

Mês: Fevereiro

Fevereiro

Como estamos no início do mês, hoje temos indicações para fevereiro!
E hoje indicarei livros infanto-juvenis que são excelentes e leves para todas as idades. Sei que nem todos gostam, mas sempre faço questão de ler um livro infanto-juvenil por causa dos meus alunos, como vocês já sabem, e geralmente eles amam as indicações. Vamos lá…

1. O diário da Princesa Volume 1 – Editora Galera Record

Descrição: Mia Thermopolis, uma garota nova-iorquina comum, descobre, de repente, ser a herdeira de um reino europeu. Ela vai, então, morar com seu pai, para aprender a agir como a verdadeira nobre que é. Mas sua avó, a velha princesa Genovia, acha que ela tem muito a aprender antes de poder subir ao trono.

2. Frank Einstein e o motor antimatéria – Editora Intrínseca

Descrição: Frank Einstein é um menino de 10 anos que adora passar o tempo em seu laboratório na garagem do avô, onde pode misturar ciência e muita imaginação para criar inventos bem originais. Sua criação mais recente é o RobôGente, uma máquina capaz de pensar. Frank tem um plano mirabolante e só precisa de uma noite repleta de raios no céu para colocá-lo em funcionamento.
De repente, o que parecia destinado ao fracasso ganha vida.
No meio da noite, dois robôs se autoconstroem e de uma hora para outra Frank ganha dois ajudantes de laboratório. Donos de personalidades bem diferentes, o espertinho Klink e o desajeitado Klank não são os auxiliares ideais, mas mesmo assim ajudam o jovem cientista a construir um motor antimatéria para competir no Prêmio de Ciências da cidade. Tudo parece ir bem… até que o arqui-inimigo de Frank, T. Edison, entra em cena e sequestra os robôs, obrigando-os a colaborar em um plano maligno.

3. Histórias de Antigamente – Editora Companhia das Letrinhas

Descrição: Toda família tem histórias que passam de uma geração para outra. Patricia Auerbach sempre gostou muito de saber sobre a vida de antigamente, e ficava pedindo para os avós e pais contarem histórias engraçadas e interessantes que se passaram com eles.
Além de narrar seus divertidos causos familiares e falar sobre os costumes de antigamente, a autora explica como e quando essas engenhocas — a televisão, a geladeira, o carro, a privada e o telefone — foram inventadas, revolucionando o nosso jeito de viver.

4. Contos de Adivinhação – Editora Scipione

Descrição: Já ouviu falar de um rei infeliz que vive atazanando os súditos com adivinhas? Ou do velho soldado que, para escapar da morte, inventa poesia? Da estranha moça que só aceita se casar com quem se esconder e ela não puder encontrar? Assim são as histórias deste livro: divertidas e instigantes. Todas resgatadas por Ricardo de Azevedo da rica cultura popular brasileira.

5. Diário de um Banana Volume 1 – Editora V&R

Descrição: Não é fácil ser criança. E ninguém sabe disso melhor do que Greg Heffley, que se vê mergulhado no ensino fundamental, onde fracotes subdesenvolvidos dividem os corredores com garotos que são mais altos, mais malvados e já se barbeiam.
Em “Diário de um banana”, o autor e ilustrador Jeff Kinney nos apresenta um herói improvável. Como Greg diz em seu diário: “ Só não espere que eu seja todo ‘Querido diário’ isso, ‘Querido diário’ aquilo.”
Para nossa sorte, o que Greg Heffley diz que fará e o que ele realmente faz são duas coisas bem diferentes.

Fevereiro

Links: 20 Dicas de livros, Leitura, Biblioteca na escola, Pequenos projetos de leitura

Leitores e professores hoje tirei o dia para buscar links sobre a leitura no âmbito escolar, em todos os sentidos, e de todos que li, selecionei 4 que servirão de grande ajuda e auxilio para nós em todos os aspectos, desde sala de aula até dentro de casa, para fortalecermos a leitura infantil, pois é cada vez mais escassa. O segundo link deixa claro como a leitura é rica e necessária para a alfabetização, mas que a criança deve ter contato com a ela desde a barriga da mãe.

1. 20 Dicas de livros infanto-juvenil

LINK

2. Leitura deve ser o fio condutor do ensino

Link

3. A Lei 12.244 e o estímulo à leitura no país

Link

4. Várias sugestões de: Pequenos projetos de leitura

Link

Se vocês gostaram, ou tem alguma dica sobre leitura para as crianças escreva aqui em baixo! Irei amar saber o que vocês leitores e professore andam fazendo

Mês: Dezembro – parte 3

Mês Dezembro

Último post de indicações de livros infanto-juvenis de dezembro!
E por ser o último vim com quatro indicações que eu acho que são fantásticas para as crianças lerem e fecharem com chave de ouro o mês de dezembro e consecutivamente o ano de 2015.

1. Pippi Meialonga de Astrid Lindgren – Editora Companhia das Letrinhas

Descrição: Píppi é uma menina de nove anos incrivelmente forte. Não tem pai nem mãe e mora sozinha, mas feliz da vida. Seus companheiros são um cavalo e um macaquinho. Ela mesma faz suas roupas – bem esquisitas – e sua comida – biscoitos, panquecas e sanduíches. Destemida e sapeca, lembra a Emília do Sítio do Pica-Pau Amarelo. Píppi tem sempre uma resposta na ponta da língua, está sempre inventando histórias e demonstra grande confiança em si mesma. Dá uma surra em cinco meninos brigões, engana os policiais que querem levá-la para um lar de crianças, põe dois ladrões a correr e enfrenta um touro a unha. Nada convencional e um tanto anárquica, causa espanto e confusão por que realiza sonhos de liberdade e aventura.

2. Sr. Gum e o Biscoito Bilionário de Andy Stanton – Editora Galera Record

Descrição: O Sr. Gum é um horror. Odeia crianças, animais, diversão e está sempre disposto a atrapalhar a vida do pessoal da cidade de Lamonic Bibber. Desta vez, nossos heróis, Polly e Sexta-Feira O’Leary, conhecem um homem-biscoito chamado Alan Taylor, que tem músculos elétricos e é cheio de dinheiro! Ele é bonzinho, mas não muito esperto, e é claro que o Sr. Gum vai querer tirar vantagem dele. Ainda bem que Polly e Sexta-Feira estão por perto para deter esse vilão.

3. O Mágico de Oz de L. Frank Baum – Editora Zahar

Descrição: Levado aos palcos e às telas, citado e cantado, lido e relido em todo o mundo, ‘O Mágico de Oz’ é a mais famosa história infantil da literatura americana. Apó a passagem de um ciclone, Dorothy e seu cachorrinho Totó vão parar na estranah Teera de Oz. Ao lado de novos amigos – o Espantalho, O Lenhador de Lata e o Leão Covarde – encaram perigos e aventuras, desafios e seus próprios medos, num alonga viagem de volta, e de autodescoberta.

4. Uma Professora Muito Maluquinha do Ziraldo – Editora Melhoramentos

Descrição: Um livro que tem graça e ternura. Ao evocar a ‘Professora Maluquinha’, o autor coloca nos olhos do leitor algumas lágrimas de emoção e saudade. Mais do que ensinar, a ‘Professora Maluquinha’ deu a seus alunos a oportunidade de aprender a leitura, com alegria e amor.

Dezembro parte 3

Os livros acima fazem com que as crianças usem bastante a imaginação, pois há partes nas histórias dos livros que não são reais e que exercitam os pensamentos… Eu particularmente acho isso fantástico, pois ajuda realmente as crianças a terem uma visão diferente sobre a leitura, pois ela passa de algo maçante para uma leitura prazeroso, no qual eles vão querer ler mais e mais. Claro que nem todas as leituras nos pegarão de jeito e nos deixarão fascinados, porém nunca devemos desistir e devemos deixar isso bem claro para as crianças (Nunca desistirem de algo!).

Bom é isso, espero que vocês tenham realmente gostado desta seção especial de dezembro, mas logo logo volto com mais dicas, seja infanto-juvenis, young adults, suspense, ainda não sei… Mas se tem algo que você gostaria de ler aqui no blog, deixe seu comentário irei amar ler ele e poder expandir os assuntos abordados aqui no blog!

Vovó Vigarista

Vovó VigaristaInformações: Escrito pelo David Walliams e publicado em 2013 pela Editora Intrínseca. Número de páginas: 240.

Classificação: Infanto-juvenil

Descrição: Se você acha que toda vovozinha é igual, precisa conhecer a avó de Ben. Ela poderia se passar por uma senhorinha qualquer: é velha, usa um casaquinho lilás e faz palavras-cruzadas. Toda sexta-feira Ben dorme na casa dela, e isso para ele é o fim. No jantar sempre tem repolho, a tevê nunca funciona e a avó o faz ir para a cama às oito da noite. E no dia seguinte nem tem aula! Como qualquer outro menino, Ben acha tudo isso chato demais. Ou pelo menos achava, até descobrir que a coisa toda não passa de um disfarce: vovó, na verdade, é uma vigarista internacional, a ladra de joias mais procurada do mundo. Agora, juntos, eles vão planejar o maior roubo de todos os tempos. Você com certeza vai rir bastante. E pode até chorar. Mas nunca, nunca mais vai pensar em vovós como antes.

Opinião: No livro conhecemos Benny, ou como todos o chamam, Ben. Seus pais são fascinados por qualquer programa de dança e por isso dariam tudo para que seu filho Ben fosse dançarino, porém o menino gosta mesmo é de encanamentos. Para que seus pais possam ir aos programas de dança ao vivo nas sextas-feiras Ben tem que ficar na casa de sua avó, mas ele odeia ficar lá e por isso tenta burlar o compromisso todas as vezes.

A avó de Ben é uma senhora normal, mas gosta de repolho até demais, pois ela faz sopa de repolho, bolo de repolho, chocolate de repolho e tudo mais que vocês possam imaginar de repolho, só que Ben ODEIA repolho mais que tudo na vida e sua avó ainda cheira a repolho!

Certo dia Ben estava mexendo no armário da cozinha da sua avó para ver se achava biscoitos quando se deparou com uma lata cheia de joias e isso o deixou intrigado, pois ele queria saber aonde sua avó tinha arranjado tantas joias, por isso ele pediu para seus pais para passar mais tempo com sua avó e claro que eles de cara desconfiaram, porque ele nunca quis realmente ir para lá nas sextas-feiras…

Na noite em que Ben pede para ir para casa de sua avó, misteriosamente ela tem um compromisso e então Ben resolve segui-la e assim que sua avó chega na frente a uma loja de joias, Ben fica curioso e fica atento a cada passo de sua avó, quando ele a vê roubando! E Ben não aguenta e sai de seu esconderijo e eles tem que correr na moto de sua avó, pois o alarme foi disparado…

A partir daí Ben quer saber tudo, porque sua avó rouba, o que ela faz com as joias roubadas e quando tudo isso começou, desta forma ele passa a conhecer a avó que ele não conhecia e começa a gostar dela e querer ajudá-la a realizar o seu maior roubo.

Vovó Vigarista

Eles começam a tramar o maior roubo da vida de sua avó, mas algo inesperado acontece… E agora será que eles conseguirão concluir o roubo? Será que vai dar tudo certo?

Os livros do David geralmente chamam minha atenção por conta das ilustrações e esse foi o melhor livro que li dele até agora, pois a lição de vida que ele nos dá do neto aprendendo a dar uma chance para conhecer a sua avó é muito legal. Isso acaba ensinando as crianças, que nunca devemos julgar as pessoas pelas aparências, ou pelo que elas comem (rs).

Esse é realmente um bom livro para se indicar para nossos alunos (as), filhos (as), primos (as), sobrinhos (as), ou seja, para todo o público infantil.

Se vocês quiserem conhecer um pouco mais sobre o livro a Editora Intrínseca disponibilizou o primeiro capítulo para ser lido online: Vovó Vigarista (é só clicar no título).

Diário de Pilar em Machu Picchu

Vocês lembram que eu ganhei da Editora Zahar um dos livros da coleção do “Diário de Pilar”? Então acontece que o livro que eu ganhei era continuação de um que minha aluna tem, e por isso ela me emprestou o dela para eu ler primeiro, li e hoje vim falar um pouco sobre este livro.

Diário de PilarInformações: Este livro foi lançado em 8 de março de 2014. Sua autora Flávia Lins e Silva realmente visitou a cidade de Machu Picchu e a ilustradora, Joana Penna também. Este e os demais livros desta coleção são publicados pela Editora Pequena Zahar. Número de páginas: 169.

Classificação: Infanto-juvenil

Descrição: Onde será que o gato Samba se meteu? É o que Pilar e Breno precisam descobrir! Num pulo, os dois entram na rede mágica e… Lá se vão para uma aventura de tirar o fôlego. No alto das montanhas do Peru, eles desbravarão os segredos de Machu Picchu, a Cidade Sagrada, e tentarão evitar que a jovem Yma, escolhida do deus Sol,fique ali para sempre. Ao mesmo tempo em que conhecem as tradições e lendas da civilização inca, Pilar, Breno e Samba vivem momentos tão inesquecíveis quanto perigosos – trilham as margens do rio Urubamba, enfrentam o poderoso Sacerdote Supremo, escondem-se nos templos de pedra, deliciam-se com choclos e quinoa e aprendem um monte de palavras no idioma quéchua.

Opinião: Este é um livro bem fantasioso, mas que nos traz uma história rica e assim conhecemos a cultura inca.

Pilar e seu amigo Breno viajam por meio de uma rede mágica na qual os leva para lugares desconhecidos e o lugar escolhido desta vez foi o alto das montanhas do Peru – Machu Picchu.

Chegando lá Pilar e Breno já fazem amizade com Yma e eles veem lhamas, conhecem outros tipos de grãos e começam sua jornada. Logo após conhecem o amigo de Yma que começa a descrever a cultura do povo inca, ensina-os a fazerem um apito artesanal e até conhecem alguém muito importante da cultura inca, um sacerdote.

Diário de Pilar

E Yma passa a ser escolhida pelo Deus Sol e tem que ir com o sacerdote, para Machu Picchu onde viverá para o resto de sua vida servindo ao imperador e junto acaba levando o gato da Pilar como oferenda, o Samba. Pilar indignada com o que sua amiga está sendo obrigada a fazer tem a ideia de segui-los para poder salvar sua amiga e seu gato. Nesta caminhada eles passam por alguns perigos e tentam sair deles e conseguem com sucesso,é claro!

Mas não poderei contar mais sobre o livro se não perde a graça, rs. Mas este é livro infanto-juvenil que eu realmente gostei, pois além de ter a fantasia de se viajar por uma rede mágica, a Pilar ainda inventa palavras, conhecemos outros lugares do mundo, no qual ainda não tivemos a oportunidade de conhecer. Fora que no final do livro há o vocabulário que traz o significado das palavras quéchua, que é o idioma dos incas que conhecemos através de Yma e seu amigo.

Diário de Pilar

A capa, a diagramação e ilustrações são excelentes, chamam muita atenção e são bem coloridas, pois condizem com a cultura inca e isso faz com que as crianças sintam mais prazer para realizar a leitura e querer saber como Pilar e Breno voltam para casa.

Eu recomendo o livro na verdade para todas as idades, pois eu não conhecia a cultura inca e através deste livro fofo passei a conhecer e é uma história leve, na qual realizamos após sair de uma história pesada, rs.

Senhor Fedor

Informações: É um livro para todas as idades escrito pelo David Walliams e publicado pela Editora Intrínseca no ano de 2.014. Número de páginas: 224.

Descrição: Em Senhor Fedor, conhecemos Chloe, que certamente poderia ganhar o título de menina mais solitária do mundo. Então ela conhece o Senhor Fedor, um mendigo que vive em seu bairro. É, ele fede um pouco, mas é a única pessoa neste mundo que é legal com ela. Um dia, quando o Senhor Fedor precisa de um lugar para ficar, Chloe resolve escondê-lo no barracão do quintal de sua casa. Isso, é claro, não dá certo.  Especialmente considerando que a mãe dela, se fosse ganhar um título também, seria o de “mulher mais esnobe e de nariz em pé da Inglaterra”. Nessa confusão, Chloe vai aprender que alguns pequenos segredos podem causar enormes desastres. E, por falar em segredo, pode ser que o Senhor Fedor também tenha lá os dele, escondidos pelo notório mau cheiro…

senhorfedor

Opinião: O livro me chamou atenção por causa do título que é bem diferente do que estou acostumada, mas resolvi dar uma chance para ele.

Ele possui uma leitura fácil e uma história que nos surpreende por causa da solidão da Chloe e pelo modo como a mãe dela age com relação a ela e a sua irmã, que claro é totalmente diferente da Chloe em todos os sentidos. Enquanto Annabelle (irmã da Chloe) tem uma agenda cheia de tarefas e cursos para serem feitos além da escola, a Chloe só pensa em ser escritora e diferente.

Mas um dia quando está voltando sozinha para casa resolve falar com o mendigo que ela vê todos os dias enquanto volta para casa com sua mãe. Ninguém que passava na rua parecia ver aquele senhor, mas a Chloe estava determinada a conhecer um pouco sobre ele e assim acabaram tornando-se amigos, ela o visitava escondida dos pais, levava comida sempre que possível e assim que ele precisou de um lugar para ficar e ela o esconde em seu quintal, no barracão que há lá. Mas o que será que vai acontecer se seus pais descobrirem?

Esse é um livro que nos traz muitas lições, como preconceito, compaixão família e diferenças, pois o modo como a Chloe tratou o senhor fedor desde o começo – sem preconceito nenhum – nos surpreende, pois não é algo comum das crianças da idade dela.

Realmente recomendo esse livro para todas as idades, pois vale a pena ler ele!