Anna e o beijo francês

Escritora: Stephanie Perkins ǀǀ Editora:…

View more

Usei… E não gostei!

O protetor solar facial é…

View more

Mês: Novembro

Este mês vamos de livros…

View more

Mês: Outubro

As últimas dicas infanto-juvenil para…

View more

Motive-se

Ahhhh… Como eu amo o…

View more

Mês: Outubro

E o mês das crianças…

View more

Usei… E gostei!

Sabe qual é o melhor…

View more

Rocambole de carne moída com purê de batatas

Ingredientes do rocambole • 1…

View more

A pequena livraria dos corações solitários

Livro I da série

A pequena livraria dos corações solitáriosInformações: Este é o primeiro livro da série “Livraria dos corações solitários” escrito por Annie Darling. Foi publicado pela Editora Verus em 29 de maio de 2017. Número de páginas: 304.

Classificação: Adulto

Descrição: Era uma vez uma pequena livraria em Londres, onde Posy Morland passou a vida perdida entre as páginas de seus romances favoritos. Assim, quando Lavinia, a excêntrica dona da Bookends, morre e deixa a loja para Posy, ela se vê obrigada a colocar os livros de lado e encarar o mundo real. Porque Posy não herdou apenas um negócio quase falido, mas também a atenção indesejada do neto de Lavinia, Sebastian, conhecido como o homem mais grosseiro de Londres. Posy tem um plano astucioso e seis meses para transformar a Bookends na livraria dos seus sonhos — isso se Sebastian deixá-la em paz para trabalhar. Enquanto Posy e os amigos lutam para salvar sua amada livraria, ela se envolve em uma batalha com Sebastian, com quem começou a ter fantasias um tanto ardentes. Resta saber se, como as heroínas de seus romances favoritos, Posy vai conseguir o seu “felizes para sempre”. O primeiro livro da série A Livraria dos Corações Solitários!

Opinião: A temática do livro já me encantou apenas porque a história acontecia em uma livraria ♥ Me diz qual é o leitor que não ama uma história narrada em uma livraria, cheia de citações de outros livros e ainda que contém indicações de leitura!!!

Logo de início conhecemos a história da livraria Bookends, que é passada de geração em geração – Lavínia herdou de sua mãe Agatha – e que ainda fez com que surgisse novos escritores para o mundo literário. Annie Darling traz Posy como protagonista e amante de livros, ela vive no apartamento em cima da Bookends desde que se conhece por gente, e mesmo com o falecimento de seus pais, Lavínia sede o apartamento para Posy viver com seu irmão Sam, por isso ela passa a trabalhar período integral na livraria como vendedora, até a morte de Lavínia. Com a perda de Lavínia e o reaparecimento de seu neto Sebastian, Posy passa a ter várias preocupações como: onde eles deverão morar, se a livraria será vendida, etc. Até que Sebastian a leva ao advogado e ela descobre que agora é a proprietária da Bookends, pois Lavínia a deixou como herança para Posy, porém há uma cláusula que diz que Posy tem dois anos para fazer com que a Bookends volte a ter sucesso, e caso ela não consiga a livraria será passada para Sebastian.

Enfim a história começa… Agora Posy terá que correr contra o tempo e com poucos recursos, pois a livraria está quase falida, e ela terá que reinventá-la para que ela novamente seja uma livraria de sucesso e que realmente gere lucros para ela poder ter uma boa vida e possa pagar seus inusitados funcionários.

A pequena livraria dos corações solitários

O livro é contado em terceira pessoa, é sempre bem humorado, alegre e contém uma ironia sutil, o que faz com que a história flua de forma leve e engraçada, além disso contém partes de um livro que a Posy passa a escrever no tempo da regência e que envolve Sebastian como protagonista.

Há vários pontos que me instigaram a ler cada vez mais o livro, mas o maior deles foi a escrita convidativa e aconchegante da escritora, cada vez que eu lia, me surpreendia, pois se passavam 20, 40, 60 páginas e eu nem percebia, tamanha leveza que há na escrita. Outra coisa que fez-me apaixonar pelo livro foi a história de vida de Posy, ela perdeu seus pais e passou a ser a tutora legal do seu irmão mais novo, Sam, e por causa disso criei um vinculo muito grande com ela e sempre me colocava no lugar dela, principalmente quando ela refletia que tinha que fazer compras de roupas ou sapatos para seu irmão – eu tenho um irmão adolescente e sei o quanto é difícil conseguir agradá-los e isso realmente fez-me enxergar e me por no lugar de Posy.

A pequena livraria dos corações solitários

As provocações realizadas por Sebastian voltadas a Posy, e o modo como ele se refere as pessoas, foi o auge do livro, pois é visível que ele é mimado e não sabe ouvir um não como resposta. Toda essa trama e essas faíscas que saiam deles quando estavam um perto do outro me arrancavam sorrisos, risadas e até mesmo suspiros.

“Que sorte a minha ter algo que torna tão difícil dizer adeus”, Sebastian declarou, e só alguém que o conhecesse tão bem quanto Posy poderia perceber a falha em sua voz…

Com certeza este é um livro para se ter na cabeceira da cama, para fugir do dia a dia estressante e da rotina caótica que temos aqui em São Paulo, cada palavra, cada frase me encantou e me apaixonou, e por isso estou ansiosa para os demais livros desta série que falará sobre cada um dos funcionários da Bookends.