[post-slides]

Malala, a menina que queria ir para a escola

Malala, a menina que queria ir para a escolaInformações: Publicado pela Editora Companhia das Letrinhas em 27 de abril de 2015 e escrito por Adriana Carranca. Número de páginas:

Classificação: Infanto-juvenil

Descrição: No primeiro livro-reportagem destinado ao público infantil, a jornalista Adriana Carranca relata às crianças a história da adolescente paquistanesa Malala Yousafzai, baleada por membros do Talibã aos catorze anos por defender a educação feminina. Na obra, a repórter traz suas percepções sobre o vale do Swat, a história da região e a definição dos termos mais importantes para entender a vida desta menina tão corajosa.

Opinião: Em um local onde meninas e mulheres não podiam aprender, estudar e eram repreendidas, Malala nasceu, uma menina que sempre soube o que queria e foi atrás com unhas e garras de seus objetivos.

Primeiramente conhecemos a terra em que Malala nasceu, o vale do Swat, no Paquistão, uma terra onde reis, príncipes, princesas, nobres e até mesmo Alexandre o Grande viveram. Uma linda terra, com belas paisagens, montanhas, guerreiros, pashtuns, entre outros.

Malala a menina que queria ir para a escola

Como seu pai era diretor de escola, Malala cresceu em meio aos corredores e as salas de aula, sempre indo atrás do saber e sedenta por aprendizado. Com a guerra chegando ao seu vale, ela criou um blog e o atualizava diariamente, para contar ao mundo como sua vida passou a ser e quais as dificuldades ela teve que enfrentar.

O interessante do livro é que ele sempre nos traz o significado das palavras, o que faz com que as crianças entendam facilmente, há ilustrações riquíssimas e cheias de detalhes, combinando com algumas fotografias e a leitura é fluida.

É vergonhoso dizer isto, mas eu não conhecia a fundo a história da Malala, mas através deste livro fiquei conhecendo mais sobre a sua luta e sua vida. Malala foi descoberta e passou a aparecer nos canais de televisão e divulgar sua sede de aprendizado a todos, mas também expôs as dificuldades que há no Paquistão, e por causa disso aos 15 anos ela e suas três amigas ao voltarem para casa sofreram um atentado, no qual foram baleadas, tiveram que fazer cirurgia e sobreviveram.

Malala a menina que queria ir para a escola

Após este atentado a jornalista Adriana se interessou pela história e foi para o Paquistão conhecer tudo a fundo e conversar com as três garotas que queriam tanto aprender, o livro contém relatos pessoais e também retirados de entrevistas feitas com a Malala, e isto o torna rico e cheio de vivacidade.

Com este livro aprendemos sobre a força das palavras e a coragem que uma menina chamada Malala teve ao expor suas vontades e ambições, é um livro com uma história forte e com uma grande líder, que deve ser conhecida e ainda servirá de exemplo à todos.

Mês: Julho – parte 1

Mês Julho

Chegamos no mês tão esperado por todos estudantes e professores, rs. E como ajuda para escolher uma boa leitura, vim fazer as indicações de livros para as férias! As primeiras 5 indicações serão de livros infanto-juvenis e terá indicações toda semana e elas irão variar.

1. Diário de Aventuras de Ellie: O show tem que continuar de Ruth Macnally – Editora Ciranda Cultural

Descrição: Os alunos do 7º ano estão ensaiando a peça O mágico de Oz, e a Ellie é a diretora de palco. É um trabalho muito importante e divertido. Até que chega a hora das audições. Será que os amigos da Ellie vão culpá-la por não conseguirem o papel que queriam? Sempre que há um problema com a peça, como criar um tornado realista ou impedir que o Totó morda a Dorothy, é a Ellie quem tem que resolver. Como uma menina pode lidar com tanta pressão? É como diz o ditado: o show tem que continuar!

2. Diário de um Zumbi do Minecraft – Um desafio assustador de Herobrine  Books – Editora Sextante

Descrição: Você acha que os zumbis são diferentes da gente? Então ficará surpreso com o que vai descobrir.
Você tem nas mãos o diário de um zumbi de 12 anos. Nestas páginas, você terá a oportunidade de conhecer o dia a dia na Escola Monstro e vai saber o que realmente se passa na cabeça de slimes, esqueletos, creepers, endermen e outros personagens do universo Minecraft. Entre um passeio para o Nether e um quase encontro com o Ender Dragon, o maior desafio na vida de um jovem zumbi está em jogo: conquistar Sally Cadáver e derrotar Jeff, o maior imbecil da escola. A vida (ou seria a morte?) de um zumbi não é nada fácil…

3. O dia em que Nate entrou para a história de Lincoln Peirce – Editora Sextante

Descrição: Nate sabe que nasceu para fazer coisas importantes. IMPORTANTÍSSIMAS.
Mas a vida nem sempre é do jeito que você quer só porque você é o máximo. Parece que os problemas perseguem Nate, mas ele não quer nem saber. Leu num biscoitinho da sorte que está destinado ao sucesso. Conheça Nate, um garoto que adora bancar o espertinho, só se mete em confusão e deixa todos os professores malucos.

4. Fabriqueta de ideias de Katia Canton – Editora Companhia das Letrinhas

Descrição: Com tantas novidades no mundo dos computadores, internet, TV, videogames e outros tipos de conexão, é difícil encontrar uma criança que não se sinta atraída pelo mundo da tecnologia. Mas — ainda bem! — também é difícil encontrar algum pequeno que não se divirta com bolas de gude, peões ou mesmo só com a imaginação. Este livro traz mais de oitenta opções de brincadeiras e atividades que não saem de moda e que não perdem em nada para os iPads e companhia. Além de serem simples e superdivertidas, elas vêm acompanhadas de ref lexões sobre o mundo das artes plásticas e de seus célebres criadores, a ecologia e o meio ambiente, as tantas culturas existentes, a nossa amada língua e a literatura. Mas, acima de tudo, as propostas desta Fabriquetanos fazem pensar sobre a vida que levamos e os vários modos possíveis de existir neste mundão.

5. Peter Pan de J. M. Barrie – Editora Zahar

Descrição: “Todas as crianças crescem, menos uma.” Como pó de fada, há cem anos estas palavras transportam os leitores para um mundo mágico, povoado pela família Darling e pelos habitantes da Terra do Nunca – Peter Pan, os meninos perdidos, Sininho, crocodilos, sereias, o Capitão Gancho e seus piratas…

Mês Julho

Mês: Março

Mês

As dicas de hoje serão de livros infanto-juvenis, mas antes gostaria de me desculpar pelo atraso e pela falta de postagem, mas este ano estou trabalhando período integral e isto é ótimo, porém até eu me acostumar, entrar na rotina e aprender a me organizar vai demorar um pouquinho, por isso agradeço a paciência de vocês leitores!

Mas vamos ao que interessa…. 4 dicas de livros, rs.

1. Annie – Editora Intrínseca

Descrição: Aos onze anos, “Annie” é uma garotinha corajosa o suficiente para encarar sozinha as ruas de Nova York perseguindo seu grande sonho: encontrar os pais. Deixada por eles num orfanato quando ainda era um bebê com a promessa de que um dia voltariam para buscá-la, Annie leva uma vida difícil sob o comando da malvada Srta. Hannigan, diretora do lugar. Felizmente, a sorte da menina parece mudar quando o bilionário Oliver Warbucks, auxiliado por sua secretária, a amável Srta. Grace Farrell, decide convidar Annie para passar as festas de fim de ano em sua mansão e logo se vê cativado pelo otimismo da menina. Mas será que ela vai conseguir mesmo escapar da vida dura do orfanato?

2. Você é um homem mau, Sr. Gum! – Editora Galera Record

Descrição: O Sr. Gum é um terror completo, que odeia crianças, animais, diversão e milho verde. Este livro é sobre ele. E sobre uma fada irritada que vive em sua banheira. E também sobre Jake, o cão, uma garotinha chamada Polly e um açougueiro malvado e fedorento, todo coberto de tripas e as aventuras de toda essa turma em Lamonic Bibber.

3. O menino de vestido – Editora Intrínseca

Descrição: A vida de Dennis não é nenhum mar de rosas: ele foi abandonado pela mãe, não se entende com o irmão, o pai está deprimido e, para piorar, há uma regra em casa que proíbe abraços. Só duas coisas o fazem feliz: jogar futebol e olhar vestidos bonitos. Ele é o atacante do time do colégio e adora a revista Vogue. Durante uma detenção, Dennis conhece Lisa, a menina mais bonita da escola e que também se interessa por moda. Os dois se tornam amigos e passam a se encontrar na casa dela. Até que um dia ela o convence a pôr um vestido e ir à aula fingindo ser uma aluna de intercâmbio. É nesse momento que a vida chata e comum de Dennis se transforma em algo extraordinário.

4. Bat Pat 1 – O tesouro do cemitério – Editora Fundamento

Descrição: Oi! Eu sou o Bat Pat! Sim, eu sou um morcego e, sim, eu falo. Mas isso não é importante agora. O que eu tenho para contar neste livro vai fazer você se arrepiar! Uma noite, da janela da minha cripta, vi uma sombra que rondava o cemitério e parecia procurar alguma coisa nos túmulos. E logo depois veio a notícia de que alguém andava invadindo as casas da cidade…
Pela chaminé! Ai, Ai, Ai, que medo medonho! O que será que ele está procurando? Agora eu e meus amigos, Rebeca, Martim e Léo, precisamos resolver esse mistério antes que seja tarde demais!

Mês

Este último livro foi indicação de um aluno que já leu alguns livros da coleção Bat Pat, ele garante que realmente vale a pena ler, mas ainda vou lê-lo e voltarei com a resenha detalhada. Espero que tenham gostado e em breve voltarei com mais dicas!

 

Dicas de livros: Um dia e Pollyana

Hoje estou aqui para começar uma nova sessão que terá no meu blog, como vocês viram no meu último post eu amo ler e por isso de hoje em diante irei colocar dicas de livros de alguns livros que li e gostei.

Um dia

Informações: Um Dia é um romance britânico de David Nicholls publicado pela editora Intrínseca em Junho de 2009. Foi o vencedor da categoria Livro de ficção mais popular do ano dos Galaxy National Book Awards de 2010. Um dia também tem filme, que conta a história seguindo fielmente o livro. Número de páginas: 448

Descrição: Dexter Mayhew e Emma Morley conheceram-se em 1988 após a sua formatura. Ambos sabem que no dia seguinte, deverão trilhar caminhos diferentes. Mas, depois de apenas um dia juntos, não conseguem parar de pensar um no outro. Os anos passam e Dex e Em levam vidas isoladas – vidas muito diferentes daquelas que eles sonhavam ter. Porém, incapazes de esquecer o sentimento muito especial que os arrebatou naquela primeira noite, surge uma extraordinária relação entre os dois. Ao longo dos vinte anos seguintes, flashes do relacionamento deles são narrados, um por ano, todos no mesmo dia: 15 de julho. Dexter e Emma enfrentam disputas e brigas, esperanças e oportunidades perdidas, risos e lágrimas. E, conforme o verdadeiro significado desse dia crucial é desvendado, eles precisam acertar contas com a essência do amor e da própria vida.

Opinião: É um romance envolvente, pois depois que a Em e o Dex se conhecem, eles criam um laço de amizade muito grande, mesmo com idas e vindas, altos e baixos nessa amizade, por causa do que um sente pelo outro. Eles não admitem que se gostam e chega uma hora em que parece que não terá mais jeito e eles ficam muito tempo sem se falar e quando voltam a se falar só brigam… E quando você pensa que vão ficar juntos, tudo desmorona novamente. Eu particularmente amei e tinha horas que eu amava o Dex, mas logo ele vinha com alguma sacanagem e aprontava e desapontava a Em, pois o Dex quer ser famoso, viajar pelo mundo inteiro, curtir a vida, já a Em é centrada acha que sabe o que quer e se formou para ser professora, ou escritora. A Em teve horas que estava confusa não sabia mais o que fazer e acabava fazendo escolhas erradas também, não conseguia escrever um livro e tudo o que escrevia ela colocava seus os sentimentos pelo Dex, só lendo para entender (rs).

Pollyana

Informações: Pollyanna é um clássico considerado infanto-juvenil de Eleanor H. Porter, publicado em 1913. O livro fez tanto sucesso que a autora publicou em 1915 uma continuação, chamada Pollyanna Grows Up. O filme baseado no livro foi lançado 19 de Maio de 1960, apesar de ser um livro voltado mais para crianças e adolescentes eu recomendo, pois é uma
leitura gostosa e contagiante. Número de páginas: 310.

Descrição: Com a morte de seu pai, a Pollyanna com dez anos, que já era órfã de mãe, vai morar com a tia Paulina, uma solteirona rica, severa e pouco afetuosa. Mas a vida da
pequena cidade de Beldingsville vai mudar com a chegada desta que se tornou a própria personificação do otimismo na literatura ocidental. Poliana nunca deixa de Praticar o “jogo do contente” – a tentativa de sempre se posicionar de maneira positiva frente às adversidades e com este jogo ela
cativa e chama a atenção de todos, ensinado e tentando fazer com que todos participem também. E no desenrolar desta história encontramos uma menina determinada e sempre pensando e querendo o melhor de tudo e todos.

Opinião: Pollyanna é um livro que geralmente nossos professores de português nos passam como livro paradidático e depois tem aquela prova, ou trabalho sobre o livro. É um livro fácil de ler e de se entender, apesar de ser uma história antiga. É cheio de ilustrações e há várias versões do livro, eu particularmente amo essa que eu coloquei ai em cima. Bem, Pollyanna é uma órfã que foi morar com a sua tia rabugenta, mas ela tenta levar tudo com muita disposição e pensamentos positivos, sempre fazendo o jogo do contente, que ela aprendeu com o seu pai. Eu amei o livro, pois ele nos passa uma alegria, mas claro tem horas que ficamos tristes pela maneira como a Pollyanna é tratada pela sua tia e acabamos ficando com dó dela, pois ela é apenas uma criança e não tem culpa de tudo o que acontece e de sua tia ser infeliz. Mas claro, como toda criança Pollyanna é espuleta e não para quieta, sempre tendo ideias novas e querendo fazer o bem para todos. Sou encantada e apaixonada por este livro e todas as pessoas que estão tristes, deprimidas deveriam ler esse livro para se animarem.

Se você já leu um desses livros, ou os dois, ou apenas se interessou e vai começar a ler, comenta ai em baixo e diz o que achou.

 



[instagram-feed]