A mulher na cabine 10

Escritora: Ruth Ware ǀǀ Editora:…

View more

Usei… E gostei!

Se você assim como eu…

View more

Antepasto de berinjela

Ingredientes • 1 berinjela grande…

View more

Mês: Setembro

Este mês as dicas de…

View more

Motive-se

Para acabar com a negatividade…

View more

Meu pé de laranja lima

Escritora: José Mauro de Vaconcelos…

View more

Mês: Agosto

As aulas já começaram, por…

View more

Danoninho caseiro

Esta é uma receita que…

View more

Mês: Março

Março de 2018

Nada melhor do que começar o mês de março com leituras boas e criativas, não acham? E para explorar esta criatividade e também desenvolver o senso-comum, eu trouxe livros infanto-juvenil interessantíssimos e espero que gostem!

1. O rei maluco e a rainha mais ainda de Fernanda Lopes de Almeida – Editora Ática
Descrição: No reino desta história, as pessoas fazem o que dá na telha: o padeiro não fabrica pão há anos porque prefere pintar quadros, uma moça passa a vida ao lado de um poço esperando se encontrar no que sai lá de dentro, uma velhinha vigia a Torre do Sono para que ninguém se atreva a dormir… e todos procuram um estafilágrio, coisa que ninguém sabe o que é. Mais malucos ainda são o rei e a rainha: é ele quem serve o povo (até engraxa os sapatos do engraxate!) e só será coroado depois de ter servido bastante, e é ela quem dá aula quando a professora falta. Todo mundo ali fala o que tem vontade e acha muito sábios os provérbios do avô do rei, coisas aparentemente sem pé nem cabeça como ‘quem nunca se afoga muito se arroga’ e ‘uma cauda sem tropeço ou é falsa ou é de gesso’. É nesse lugar que a menina Heloísa vai parar um dia, guiada por uma formiga falante e questionadora. Levando na bagagem todas as referências do seu próprio mundo, Heloísa chega achando tudo aquilo muito errado. Os habitantes malucos do reino, por sua vez, acreditam que é Heloísa quem tem problemas – para eles, ela sofre de ‘dicionário’, mal que acomete quem se prende demais ao uso literal e utilitário das palavras. Em meio a diálogos sensacionais e situações muito inusitadas, Heloísa vai, aos poucos, descobrindo que cada um tem o seu jeito de ser e que há mais de uma maneira de ver as coisas. Enquanto acompanham as aventuras da menina, os leitores compartilham as suas descobertas e, assim como ela, assimilam sem perceber valores essenciais: o questionamento do senso-comum e a autoconfiança.

2. A trem da amizade de vários autores – Editora Brinque Book
Descrição: Desde pequenos, descobrimos que os amigos são um bem precioso. Muitas crianças logo encontram seus pares. Outras têm mais dificuldades em se relacionar e se sentem sós, sem amigos. Artur era um desses. Todos os dias esperava na estação de trem de alguém viesse visitá-lo, mas nunca vinha ninguém. Até o dis em que ele resolveu procurar seus amigos em outras estações.

3. No reino perdido do Beleléu de Maria Heloisa Penteado – Editora Ática
Descrição: Valdomira é uma menina esperta e, quando seu irmão desaparece, ela tem certeza de onde ele está: no Beleléu, porque é lá que vão parar todas as coisas perdidas. Mas resgatar o irmão bagunceiro não será nada fácil. Primeiro ela vai precisar encontrar esse lugar misterioso e, então, terá de convencer um orangotango gigante, o Joaquim, a ajudá-la. Ainda bem que ela não desiste fácil…

4. O livro dos pontos de vista de Ricardo Azevedo – Editora Ática
Descrição: Mãe, pai, filho, filha e quatro animais de estimação: oito histórias, oito maneiras diferentes de ver a vida e avaliar as situações mais comuns do dia-a-dia. Cada um fala sobre o outro, e como se contradizem! Que diversidade e riqueza de pontos de vista!

Março de 2018