[post-slides]

Biblioteca de almas

Livro III da série O Orfanato da Srta. Peregrine

Biblioteca de AlmasInformações: Escrito por Ransom Rigs e publicado pela Editora Intrínseca em 22 de setembro de 2015. Número de páginas: 416.

Classificação: Young Adult

Descrição: “Biblioteca de Almas” é o último volume da celebrada trilogia iniciada com O lar da srta. Peregrine para crianças peculiares. Neste terceiro livro, depois de sofrer com a morte do avô, conhecer crianças com habilidades peculiares em uma fenda temporal e partir pelo mar em uma busca desesperada para curar a srta. Peregrine, Jacob vai finalmente enfrentar a inevitável conclusão dessa turbulenta jornada.
Jacob descobre uma poderosa habilidade e não demora a explorá-la para resgatar os amigos peculiares e as ymbrynes da fortaleza dos acólitos. Junto com ele vai Emma Bloom, uma menina capaz de produzir fogo com as mãos, e Addison MacHenry, um cão com faro especial para encontrar crianças perdidas.
Partindo da Londres dos dias atuais, o grupo vai percorrer as ruelas labirínticas do chamado Recanto do Demônio, uma complexa fenda temporal que abriga todo tipo de vícios e perversões. É ali que o destino de peculiares de toda parte será decidido de uma vez por todas. Tal como os volumes anteriores da série, “Biblioteca de Almas” une fantasia, aventura e sombrias fotografias de época para criar uma experiência de leitura única.

Opinião: Os três livros se completam e se encaixam de forma mágica, tanto que o terceiro já tem um início já demostrando que realmente estamos chegando ao fim da história fantástica criada por Ransom (não sei explicar).

Jacob está desde o livro antecessor descobrindo a si mesmo e explorando seus poderes, e com o objetivo de chegar até o cárcere de seus amigos, ele, Emma e Addison finalmente chegam ao Recanto do Demônio com a ajuda de Shanon. Lá se deparam com peculiares que ele não sabiam que existiam, sendo eles: peculiares viciados, ladrões, ruins, marginalizados, pobres, e que os ajudarão e abrirão seus olhos de diferentes formas para o mundo peculiar.

Biblioteca das Almas

Como sempre Ransom soube construir uma boa história, que me cativou e me fez engolir o livro rapidamente, cada andança de Jacob e Emma pelo Recanto me deixava ansiosa para que eles achassem seus amigos e desvendassem o plano dos acólitos para com o mundo dos peculiares. Pude acompanhar o amadurecimento de todos os personagens, principalmente do Jacob, que lá no início era apenas um menino com problemas familiares e preocupações cotidianas, mas que chegou no último livro com a maturidade de um homem e preocupações além das dele.

O desfecho desta história foi perfeito, não deixou nenhuma ponta solta, nada sem explicação e o escritor soube onde realmente deveria terminar a história. Eu realmente fiquei satisfeita com esta trilogia que tanto me assustou de incio, pois eu acreditava ser um livro de terror, mas me cativou e acabou sendo minha primeira trilogia fantástica.

Biblioteca das Almas

Fora que o fato da Intrínseca comprar os direitos e fazer esta publicação perfeita, me instigou mais a ler estes livros, pois tudo se tornou tão chamativo e meio gótico que não havia como me desvencilhar destas histórias.

Para quem gosta de livros fantásticos, esta é a minha dica, e se você ainda não conhece esta trilogia leia também: O Orfanato da Srta. Peregrine para crianças peculiares – Livro I e Cidade dos Etéreos – Livro II.

Cidade dos Etéreos

Livro II da série O Orfanato da Srta. Peregrine

Cidade dos EtéreosInformações: Escrito por Ransom Riggs e traduzido pela Editora Intríseca e publicado em 05 de fevereiro de 2016. Número de páginas: 384.

Classificação: Young Adult

Descrição: Cidade dos etéreos dá sequência ao celebrado O orfanato da srta. Peregrine para crianças peculiares, em que o jovem Jacob Portman, para descobrir a verdade sobre a morte do avô, segue pistas que o levam a um antigo lar para crianças em uma ilha galesa. O orfanato abriga crianças com dons sobrenaturais, protegidas graças à poderosa magia da diretora, a srta. Peregrine.
Neste segundo livro, o grupo de peculiares precisa deter um exército de monstros terríveis, e a srta. Peregrine, única pessoa que pode ajudá-los, está presa no corpo de uma ave. Jacob e seus novos amigos partem rumo a Londres, cidade onde os peculiares se concentram. Eles têm a esperança de, lá, encontrar uma cura para a amada srta. Peregrine, mas, na cidade devastada pela guerra, surpresas ameaçadoras estão à espreita em cada esquina. E, além de levar as crianças a um lugar seguro, Jacob terá que tomar uma decisão importante quanto a seu amor por Emma, uma das peculiares.
Telecinesia e viagens no tempo, ciganos e atrações de circo, malignos seres invisíveis e um desfile de animais inusitados, além de uma inédita coleção de fotografias de época — tudo isso se combina para fazer de Cidade dos etéreos uma história de fantasia comovente, uma experiência de leitura única e impactante.

Opinião: Dando sequência a trilogia, este livro começa exatamente de onde parou o primeiro, mesma frase e mesma foto.

Neste livro conhecemos a fundo os contos do livro “Contos peculiares”, só que enquanto a Bronwyin conta cada história Millard não perde tempo e põe o cérebro para pensar e vê que não são apenas histórias para consolar e acalmar os peculiares, mas que são histórias reais que poderiam ajudá-los a salvarem a Srta. Peregrine. Então Jacob, Emma, Millard, Bronwyin e os outros peculiares vão em busca dos locais onde esses contos se passaram para localizar fendas temporais e uma ymbryne para ajudá-los nessa busca.

Nessas andanças de fendas em fendas, eles fazem novos amigos, são perseguidos por etéreos e acólitos, e o Jacob acaba descobrindo que ele têm um poder, além do de enxergar os etéreos, e este poder é o que os ajudarão a sair ilesos de todos os problemas que encontrarão pela frente.

Cidade dos Etéreos

O livro flui facilmente e nos instiga a querer saber como os peculiares sairão da guerra e conseguirão despistar os acólitos e os etéreos a fim de localizar uma ymbyne para poder ajudá-los a recuperar a Srta. Peregrine. A história toda acontece em três dias e é bem explicado, há reviravoltas que fazem o queixo cair e o Ransom não deixou nenhuma ponta solta.

Ao contrário do livro anterior, a história não foi baseada nas fotos, mas as fotos foram encaixadas na história que ele construiu com muita imaginação e graça. O final ficou em aberto para que  realmente ficássemos com gostinho de quero mais e ir atrás do terceiro livro correndo.

Ainda não conhece esta trilogia? Leia o O Orfanato da Srta. Pegregrine para crianças peculiares – Livro I

O Orfanato da Srta. Peregrine

Livro I da série O Orfanato da Srta Peregrine

O orfanato da Srta PeregrineInformações: É um livro que contém uma história de ficção com fantasia, escrito pelo Ransom Riggs, publicado primeiramente pela Editora Leya e depois teve seu livro publicado pela Editora Intrínseca para seguir o padrão dos livros 2 e 3. O livro deu origem ao filme, que tem o mesmo título.

Classificação: Young Adult

Descrição:  A história começa com uma tragédia familiar que lança Jacob, um rapaz de 16 anos, em uma jornada até uma ilha remota na costa do País de Gales, onde descobre as ruínas do Orfanato da Srta. Peregrine para Crianças Peculiares. Enquanto Jacob explora os quartos e corredores abandonados, fica claro que as crianças do orfanato são muito mais do que simplesmente peculiares. Elas podem ter sido perigosas e confinadas na ilha deserta por um bom motivo. E, de algum modo – por mais impossível que possa parecer – ainda podem estar vivas.

Opinião: Este foi meu primeiro livro deste gênero, a primeira instancia o livro me lembrou muito as histórias dos X-Men, rs. Conforme eu ia lendo, percebi que nada tinha a ver com os X-Men.

A história começa de forma lenta e bem descritiva e isto fez com que eu achasse um pouco maçante o início, mas aos poucos a história foi desenrolando e as imagens atribuindo formas aos personagens.

Confesso que em alguns momentos fiquei com medo de alguns personagens, até por causa das fotos que são meio estranhas, mas a história me prendeu de tal forma da metade até o fim, que deletei as fotos e devorei o livro.

Jacob ao percorrer as ruínas do orfanato acabou achando uma fenda, assim que viu uma menina passando, deste modo ele foi atrás e passou a conhecer um mundo no qual ele já conhecia, graças as histórias que seu avó contava. Agora ele tinha mais do que certeza que não eram histórias inventadas, mas sim passagens reais da vida do seu avô.

O orfanato da Srta Peregrine

Todos os dias Jacob passou a ir visitar as crianças peculiares, a fim de conhecê-los mais e também para poder ver a menina que havia roubado seu coração. Mas grandes dúvidas ainda pairavam na mente do Jacob, dúvidas nas quais ninguém queria tirar. Com o convívio diário com as crianças e com suas visitas ao orfanato, o Jacob passou a conhecer coisas que ele nem imaginava que existiam.

A leitura do livro, vale muito a pena, se você assistiu o filme, delete ele da sua mente, pois ele é totalmente diferente do livro e foi revoltante assisti-lo, rs. Eu fiquei indignada com o que o Tim Burton conseguiu fazer com o filme, mas entendi,de certa forma, porque ele quis fazer um filme infantil.

Mas por este ter sido meu primeiro livro fantástico, eu amei e me interessei muito em ler a trilogia toda, porque me cativou e despertou minha imaginação de várias formas, me envolvi com cada personagem e vivi todas aquelas vidas.

Mês: Março

Mês Março

Sei que faz muito tempo que não posto e ando devendo muiiiiitos posts, por causa disso, mas no segundo semestre de 2016, as coisas ficaram bem mais puxadas e devagarzinho vou voltar a ativa pessoal.

Para iniciar resolvi fazer dicas para o mês de março, as dicas são bem aleatórias, são livros que li desde agosto até agora e que roubaram meu coração e me deixaram ansiosa para chegar ao final da história.

1. O orfanato da Srta. Peregrine de Ransom Riggs – Editora Leya
Descrição:  A história começa com uma tragédia familiar que lança Jacob, um rapaz de 16 anos, em uma jornada até uma ilha remota na costa do País de Gales, onde descobre as ruínas do Orfanato da Srta. Peregrine para Crianças Peculiares. Enquanto Jacob explora os quartos e corredores abandonados, fica claro que as crianças do orfanato são muito mais do que simplesmente peculiares. Elas podem ter sido perigosas e confinadas na ilha deserta por um bom motivo. E, de algum modo – por mais impossível que possa parecer – ainda podem estar vivas.

2. Não se enrola, não de Isabela Freitas – Editora Intrínseca
Descrição: A vida de Isabela dá uma completa reviravolta depois do sucesso de seu blog, Garota em Preto e Branco. Decidida a perseguir seus sonhos, ela abandona o curso de direito, deixa a casa dos pais, em Juiz de Fora (MG), e se muda para São Paulo tão logo conquista um emprego numa badalada revista on-line. Enquanto se adapta aos novos tempos numa quitinete no Baixo Augusta, Isabela escreve seu primeiro livro. Seria perfeito se no apartamento em frente não morasse o envolvente Pedro Miller e os dois não se embolassem regularmente sob o mesmo lençol. Não, não é namoro. Não, não é apenas amizade. É algo muito mais enrolado, um relacionamento sem um nome definido. Um “isso”, como diz a personagem. Embora não tenha coragem de confessar seus sentimentos, Isabela sabe que está perdidamente apaixonada pelo seu melhor amigo. Após Não se apega, não e a sequência, Não se iluda, não, Isabela Freitas mostra neste Não se enrola, não os primeiros passos de seus personagens na vida adulta, com toda a independência e as responsabilidades que ela proporciona.

3. Quarto de Emma Donoghue – Editora Best Seller
Descrição: Para Jack, um esperto menino de 5 anos, o quarto é o único mundo que conhece. É onde ele nasceu e cresceu, e onde vive com sua mãe, enquanto eles aprendem, leem, comem, dormem e brincam. À noite, sua mãe o fecha em segurança no guarda-roupa, onde ele deve estar dormindo quando o velho Nick vem visitá-la.
O quarto é a casa de Jack, mas, para sua mãe, é a prisão onde o velho Nick a mantém há sete anos. Com determinação, criatividade e um imenso amor maternal, a mãe criou ali uma vida para Jack. Mas ela sabe que isso não é suficiente, para nenhum dos dois. Então, ela elabora um ousado plano de fuga, que conta com a bravura de seu filho e com uma boa dose de sorte. O que ela não percebe, porém, é como está despreparada para fazer o plano funcionar.

4. O sol é para todos de Harper Lee – Editora José Olympio
Descrição: Um livro emblemático sobre racismo e injustiça: a história de um advogado que defende um homem negro acusado de estuprar uma mulher branca nos Estados Unidos dos anos 1930 e enfrenta represálias da comunidade racista. O livro é narrado pela sensível Scout, filha do advogado. Uma história atemporal sobre tolerância, perda da inocência e conceito de justiça. ‘O Sol é Para Todos’, com seu texto “forte, melodramático, sutil, cômico” (The New Yorker) se tornou um clássico para todas as idades e gerações.

Mês: Março

 

Espero que vocês gostem dessas indicações, pois ando lendo pouco, mas cada leitura está sendo bem curtida e aproveitada de todas as maneiras.



[instagram-feed]