Mês: Outubro

E o mês das crianças…

View more

Usei… E gostei!

Sabe qual é o melhor…

View more

Rocambole de carne moída com purê de batatas

Ingredientes do rocambole • 1…

View more

Mês: Outubro

Mês das crianças pede o…

View more

Motive-se

O Carinhas é um site…

View more

A mulher na cabine 10

Escritora: Ruth Ware ǀǀ Editora:…

View more

Usei… E gostei!

Se você assim como eu…

View more

Antepasto de berinjela

Ingredientes • 1 berinjela grande…

View more

Dicas de livros: Um dia e Pollyana

Hoje estou aqui para começar uma nova sessão que terá no meu blog, como vocês viram no meu último post eu amo ler e por isso de hoje em diante irei colocar dicas de livros de alguns livros que li e gostei.

Um dia

Informações: Um Dia é um romance britânico de David Nicholls publicado pela editora Intrínseca em Junho de 2009. Foi o vencedor da categoria Livro de ficção mais popular do ano dos Galaxy National Book Awards de 2010. Um dia também tem filme, que conta a história seguindo fielmente o livro. Número de páginas: 448

Descrição: Dexter Mayhew e Emma Morley conheceram-se em 1988 após a sua formatura. Ambos sabem que no dia seguinte, deverão trilhar caminhos diferentes. Mas, depois de apenas um dia juntos, não conseguem parar de pensar um no outro. Os anos passam e Dex e Em levam vidas isoladas – vidas muito diferentes daquelas que eles sonhavam ter. Porém, incapazes de esquecer o sentimento muito especial que os arrebatou naquela primeira noite, surge uma extraordinária relação entre os dois. Ao longo dos vinte anos seguintes, flashes do relacionamento deles são narrados, um por ano, todos no mesmo dia: 15 de julho. Dexter e Emma enfrentam disputas e brigas, esperanças e oportunidades perdidas, risos e lágrimas. E, conforme o verdadeiro significado desse dia crucial é desvendado, eles precisam acertar contas com a essência do amor e da própria vida.

Opinião: É um romance envolvente, pois depois que a Em e o Dex se conhecem, eles criam um laço de amizade muito grande, mesmo com idas e vindas, altos e baixos nessa amizade, por causa do que um sente pelo outro. Eles não admitem que se gostam e chega uma hora em que parece que não terá mais jeito e eles ficam muito tempo sem se falar e quando voltam a se falar só brigam… E quando você pensa que vão ficar juntos, tudo desmorona novamente. Eu particularmente amei e tinha horas que eu amava o Dex, mas logo ele vinha com alguma sacanagem e aprontava e desapontava a Em, pois o Dex quer ser famoso, viajar pelo mundo inteiro, curtir a vida, já a Em é centrada acha que sabe o que quer e se formou para ser professora, ou escritora. A Em teve horas que estava confusa não sabia mais o que fazer e acabava fazendo escolhas erradas também, não conseguia escrever um livro e tudo o que escrevia ela colocava seus os sentimentos pelo Dex, só lendo para entender (rs).

Pollyana

Informações: Pollyanna é um clássico considerado infanto-juvenil de Eleanor H. Porter, publicado em 1913. O livro fez tanto sucesso que a autora publicou em 1915 uma continuação, chamada Pollyanna Grows Up. O filme baseado no livro foi lançado 19 de Maio de 1960, apesar de ser um livro voltado mais para crianças e adolescentes eu recomendo, pois é uma
leitura gostosa e contagiante. Número de páginas: 310.

Descrição: Com a morte de seu pai, a Pollyanna com dez anos, que já era órfã de mãe, vai morar com a tia Paulina, uma solteirona rica, severa e pouco afetuosa. Mas a vida da
pequena cidade de Beldingsville vai mudar com a chegada desta que se tornou a própria personificação do otimismo na literatura ocidental. Poliana nunca deixa de Praticar o “jogo do contente” – a tentativa de sempre se posicionar de maneira positiva frente às adversidades e com este jogo ela
cativa e chama a atenção de todos, ensinado e tentando fazer com que todos participem também. E no desenrolar desta história encontramos uma menina determinada e sempre pensando e querendo o melhor de tudo e todos.

Opinião: Pollyanna é um livro que geralmente nossos professores de português nos passam como livro paradidático e depois tem aquela prova, ou trabalho sobre o livro. É um livro fácil de ler e de se entender, apesar de ser uma história antiga. É cheio de ilustrações e há várias versões do livro, eu particularmente amo essa que eu coloquei ai em cima. Bem, Pollyanna é uma órfã que foi morar com a sua tia rabugenta, mas ela tenta levar tudo com muita disposição e pensamentos positivos, sempre fazendo o jogo do contente, que ela aprendeu com o seu pai. Eu amei o livro, pois ele nos passa uma alegria, mas claro tem horas que ficamos tristes pela maneira como a Pollyanna é tratada pela sua tia e acabamos ficando com dó dela, pois ela é apenas uma criança e não tem culpa de tudo o que acontece e de sua tia ser infeliz. Mas claro, como toda criança Pollyanna é espuleta e não para quieta, sempre tendo ideias novas e querendo fazer o bem para todos. Sou encantada e apaixonada por este livro e todas as pessoas que estão tristes, deprimidas deveriam ler esse livro para se animarem.

Se você já leu um desses livros, ou os dois, ou apenas se interessou e vai começar a ler, comenta ai em baixo e diz o que achou.