Anna e o beijo francês

Escritora: Stephanie Perkins ǀǀ Editora:…

View more

Usei… E não gostei!

O protetor solar facial é…

View more

Mês: Novembro

Este mês vamos de livros…

View more

Mês: Outubro

As últimas dicas infanto-juvenil para…

View more

Motive-se

Ahhhh… Como eu amo o…

View more

Mês: Outubro

E o mês das crianças…

View more

Usei… E gostei!

Sabe qual é o melhor…

View more

Rocambole de carne moída com purê de batatas

Ingredientes do rocambole • 1…

View more

Mês: Abril

Abril 2018

Que tal uns livros de suspense para alegrar o mês de abril?

1. Entre quatro paredes de B.A. Paris – Editora Record
Descrição: O casamento perfeito ou a mentira perfeita?
Grace é a esposa perfeita. Ela abriu mão do emprego para se dedicar ao marido e à casa. Agora prepara jantares maravilhosos, cuida do jardim, costura e pinta quadros fantásticos. Grace mal tem tempo de sentir falta de sua antiga vida. Ela é casada com Jack, o marido perfeito. Ele é um advogado especializado em casos de mulheres vítimas de violência e nunca perdeu uma ação no tribunal. Rico, charmoso e bonito, todos se perguntavam por que havia demorado tanto a se casar. Os dois formam um casal perfeito. Eles estão sempre juntos. Grace não comparece a um almoço sem que Jack a acompanhe. Também não tem celular, que ela diz ser uma perda de tempo. E seu e-mail é compartilhado com Jack, afinal, os dois não guardam segredos um do outro. Parece ser o casamento perfeito. Mas por que Grace não abre a porta quando a campainha toca e não atende o telefone de casa? E por que há grades na janela do seu quarto? Às vezes o casamento perfeito é a mentira perfeita.

2. Boneco de pano de Daniel Cole – Editora Arqueiro
Descrição: O polêmico detetive William Fawkes, conhecido como Wolf, acaba de voltar à ativa depois de meses em tratamento psicológico por conta de uma tentativa de agressão. Ansioso por um caso importante, ele acredita que está diante da grande chance de sua carreira quando Emily Baxter, sua amiga e ex-parceira de trabalho, pede a sua ajuda na investigação de um assassinato. O cadáver é composto por partes do corpo de seis pessoas, costuradas de forma a imitar um boneco de pano. Enquanto Wolf tenta identificar as vítimas, sua ex-mulher, a repórter Andrea Hall, recebe de uma fonte anônima fotografias da cena do crime, além de uma lista com o nome de seis pessoas – e as datas em que o assassino pretende matar cada uma delas para montar o próximo boneco. O último nome na lista é o de Wolf. Agora, para salvar a vida do amigo, Emily precisa lutar contra o tempo para descobrir o que conecta as vítimas antes que o criminoso ataque novamente. Ao mesmo tempo, a sentença de morte com data marcada desperta as memórias mais sombrias de Wolf, e o detetive teme que os assassinatos tenham mais a ver com ele – e com seu passado – do que qualquer um possa imaginar.

3. O livro dos espelhos de E. O. Chirovici – Editora Record
Descrição: Quando o agente literário Peter Katz recebe por e-mail um manuscrito parcial intitulado O livro dos espelhos, ele fica intrigado. O autor, Richard Flynn, descreve seus dias em Princeton, e documenta sua relação com Joseph Wieder, um renomado psicólogo, pesquisador e professor. Convencido de que o manuscrito completo vai revelar quem assassinou Wieder em sua casa, em 1987 — um crime noticiado em todos os jornais mas que jamais foi solucionado —, Peter Katz vê aí sua chance de fechar um negócio de um milhão de dólares com uma grande editora. O único inconveniente: quando Peter vai atrás de Richard, ele o encontra à beira da morte num leito de hospital, inconsciente, e ninguém mais sabe onde está o restante do original. Determinado a ir até o fim neste projeto, Peter contrata um repórter investigativo para desenterrar o caso e reconstituir o crime. Mas o que ele desenterra é um jogo de espelhos, uma teia de verdades e mentiras, e uma trama mais complexa e elaborada que a do primeiro lugar na lista de mais vendidos dos livros de ficção.

4. Um plano quase perfeito de Petra Hammesfahr – Editora Tordesilhas
Descrição: Funcionária de um salão de beleza, a ambiciosa Kerstin atende clientes que têm uma vida luxuosa, bem diferente da sua. Dia após dia, cresce sua cobiça por uma riqueza muito além de seu alcance. Mas uma virada do acaso dá a ela a oportunidade ideal para conseguir tudo com que sempre sonhou. E essa oportunidade tem nome: Regine Sartorius, única beneficiária de um rico empresário à beira da morte, uma herdeira jovem, ingênua e apaixonada.

Abril 2018

Desaparecido para sempre

Não tem como não amar os livros do Harlan Coben! Cada vez que os leio me pego deslumbrada com sua escrita e com seus personagens, por isso hoje com certeza irei falar de um livro dele.

Desaparecido para sempreInformações: Este é um romance policial escrito pelo renomado Harlan Coben e foi publicado pela Editora Arqueiro em maio de 2002. Número de páginas: 302.

Classificação: Adulto

Descrição: No leito de morte, a mãe de Will Klein lhe faz uma revelação: seu irmão mais velho, Ken, desaparecido há 11 anos e acusado do assassinato de sua vizinha Julie Miller, estaria vivo. Embora a polícia o considere um fugitivo, a família sempre acreditou em sua inocência. Ainda aturdido por essa descoberta e tentando entender o que realmente aconteceu com seu irmão, Will se depara com outro mistério: Sheila, seu grande amor, some de repente, e o FBI suspeita do envolvimento dela no assassinato de dois homens. Apesar de estarem juntos há quase um ano, Sheila nunca revelou muito sobre o seu passado.

Opinião: Este é mais romance policial, cheio de reviravoltas que li do Harlan e como sempre ele me surpreendeu e me deixou de boca aberta, pois muitas das coisas que fui descobrindo ao longo da história eu não pensei que seria possível acontecerem.

O livro é narrado pelo Will Klein que é irmão de Ken Klein que está desaparecido há 11 anos após matar a vizinha e ex namorada do Will, Julie Miller. No início ele fala sobre os últimos momentos dele ao lado de sua mãe e sobre a grande revelação que ela fez no seu leito de morte, que era que o seu irmão ainda estava vivo, mas Will não está muito confiante e passa a achar que é apenas um delírio de sua mãe, até que mexendo nas coisas dela depois do velório ele encontra uma foto recente do Ken e a partir deste momento ele está determinado a descobrir onde seu irmão está e se os seus demais parentes sabiam que ele estava vivo.

Desaparecido para sempre

Will e Ken sempre foram muito apegados, por isso por conta própria ele resolve ir em busca de respostas, mas sua vida começa a mudar da noite para o dia. Para quem tinha uma vida pacata e trabalha ajudando crianças de rua a saírem desta vida, ele acaba se deparando com surpresas, com o sumiço da sua namorada, pessoas que ele não via há anos passam a procurá-lo e até mesmo a ameaçá-lo á procura de Ken.

Mas a história tem início quando o Philip McGuane e o John Asselta (mais conhecido como Fantasma) entram em cena. Philip é um mafioso muito conhecido e a polícia está louca atrás dele para prendê-lo e John é um assassino muito perigoso e sua obsessão é matar as pessoas estranguladas aos poucos para poder observá-las morrendo. Assim que o Will é abordado pelo John e é ameaçado ele percebe que há algo de muito ruim acontecendo e que seu irmão devia estar envolvido com a máfia.

Os personagens foram bem construídos e bem explorados, há explicações para todas as situações que ocorrem, porém não recebemos as respostas imediatamente e isso é o que nos deixa com mais vontade de devorar o livro e descobrir o que realmente aconteceu e está acontecendo. No decorrer do livro eu criei várias teses, tirei algumas conclusões que ao ir lendo vi que eram todas furadas (rs), pois realmente é um livro cheio de reviravoltas, é diferente de qualquer outro que já li do escritor, mas é tão bom quanto, por isso no meu Skoob dei 5 estrelas.

Desaparecido para sempre

A leitura flui facilmente e há mistério, drama e ação, todos ao mesmo tempo, fora o romance do Will com a Sheila Rogers. Realmente foi um livro que me fez prestar bastante atenção por causa dos suspenses, e que a todo momento me deixou com a pulga atrás da orelha, mas assim que cheguei no último capítulo me senti enganada e traída assim como o Will, pois não aconteceu nada do que eu imaginei e isso foi fascinante! Porque percebo que cada vez mais os livros do Harlan Coben tem histórias para nos surpreender, por isso ele é um dos meus escritores favoritos.

Ainda pretendo ler mais livros dele, pois ele tem uma lista de livros imensa e não li nem metade. E você já leu algum livro dele? Qual? E o que achou: Me conta nos comentários, pois eu vou adorar receber indicações!

 

Garota Exemplar

 garota-exemplarInformações: Desde sua publicação, em 2012 pela Editora Intrínseca, “Garota Exemplar” tornou-se sucesso de público e crítica, alcançando o topo das mais prestigiadas listas de mais vendidos ao redor do mundo e consagrando sua autora, Gillian Flynn, como a mais aclamada escritora de suspense da atualidade. O livro foi adaptado ao cinema e teve seu lançamento em 2 de outubro de 2014. Número de páginas: 446.

Descrição:  O livro começa no dia do quinto aniversário de casamento de Nick e Amy Dunne, quando a linda e inteligente esposa de Nick desaparece da casa deles às margens do rio Mississippi. Sinais indicam que se trata de um sequestro violento e Nick rapidamente se torna o principal suspeito. Sob pressão da polícia, da mídia e dos ferozmente amorosos pais de Amy, Nick desfia uma série interminável de mentiras, meias verdades e comportamento inapropriado. Ele é evasivo e amargo — mas seria um assassino? Ao mesmo tempo, passagens do diário de Amy revelam um casamento tumultuado — mas ela estaria contando toda a história? Alternando entre os pontos de vista de Nick e Amy, Flynn cria uma aura de dúvidas em que o cenário muda a cada capítulo. À medida que as revelações surgem, fica claro que, se existe alguma verdade nos discursos de Nick e Amy, ela é mais sombria, distorcida e assustadora do que podemos imaginar. Magistralmente bem construído do início ao fim, “Garota Exemplar” é um daqueles livros impossíveis de largar e sobre o qual se quer debater assim que a leitura termina.

Opinião: Este foi o primeiro livro que li da autora, Gillian Flynn, e confesso que após ler este livro, pretendo ler todos os livros que ela já publicou ou irá publicar, pois o “Garota Exemplar” me prendeu do começo ao fim. É um livro de suspense totalmente diferente de qualquer um que eu já li, ele foi muito bem construído, cada personagem foi suspeito e foram se revelando aos poucos e isso me fez devorar o livro rapidamente, por isso ele entrou na lista dos meus livros favoritos.

Garota Exemplar

O livro é alternado entre os personagens e perspectivas – passado e presente -, cada parte pertence a um personagem, seja ele o Nick Dunne, o marido, ou pela Amy Elliot Dunne, a esposa. No primeiro capítulo, ou “Parte um” tudo que o Nick narra é o que está acontecendo no momento em sua vida e com a descoberta do desaparecimento de sua esposa Amy. O que sabemos no primeiro capítulo sobre a Amy é retirado do seu diário que foi encontrado pela polícia, mas já no segundo capítulo, ou “Parte dois” e a “Parte três” a Amy começa a narrar os fatos que estão acontecendo no momento e também recebemos as respostas de todas as nossas questões levantadas ao decorrer da “Parte um”

De primeira instancia tudo o que foi retirado do diário da Amy vai nos guiando e nos fazendo tirar várias conclusões e ter pelo menos um suspeito. Esse diário que a Amy deixou nos conta desde quando o casal se conheceu em uma festa da faculdade até o momento em que ela sumiu, e tudo é escrito com muitos detalhes para que possamos realmente entender como é o relacionamento dos dois desde o início – a paixão da Amy pelo esposo, os medos que ela foi adquirindo após o casamento – e isso nos fez ficar a favor da Amy e realmente gostar dela.

Mas conforme nossa leitura vai progredindo nossas opiniões já são mudadas e novas dúvidas vão surgindo, pois a Amy começa a fazer as suas declarações do presente e de onde ela está e o que está fazendo e isso me deixou de queixo caído, pois tudo que eu achava ser, não era, e então comecei a criar novas teses e novas opiniões sobre os personagens, o que me fez sentir mais instigada a ler o livro.

Garota Exemplar

Tudo que acontece no livro com os personagens é algo muito bem planejado, o que nos leva a crer que são todos muito frios e calculistas e aí você já não sabe mais quem é culpado, quem realmente estava errado, qual era o real motivo e ainda tem muita história para acontecer e desenrolar o que nos deixa com mais vontade de saber o real motivo do culpado.

Este é um livro que realmente deve ser lido por todas pessoas por ser uma leitura marcante, mesmo quem gosta apenas de romance deveria lê-lo porque há o romance entre o casal nas descrições da Amy.

O “Garota Exemplar” tem este nome, por causa da coleção de livros que os pais da Amy escrevem desde que ela é pequena sobre uma garota que faz tudo corretamente e segue todas as regras, ou seja, para seguir a personagem e dar bom exemplo ela sempre tem que ser uma garota exemplar e o livro nos mostra como isso afetou a Amy e a sua personalidade.

 

Gillian Flynn realmente sabe o que faz e como fazer, pois o livro é maravilhoso e já estou lendo o terceiro livro dela, por causa desse enredo que foi muito bem construído em “Garota Exemplar”. Ela levanta questões sobre relacionamentos abusivos, sobre pessoas psicologicamente perturbadas e sobre família e tudo isso nos leva a uma reflexão profunda. O diferencial desta autora é a reflexão que ela nos leva ter ao terminar a leitura de um livro escrito por ela, fora a confusão e o impossível que ela nos mostra e nos faz aceitar por conta das mentes perturbadas que existem e não temos conhecimento.

Adaptação cinematográfica: Foi dirigido pelo norte-americano David Fincher. O filme ganhou excelentes criticas e foi bem aceito pelo publico, sua história foi bem colocada no cinema e na minha opinião seguiu a risca o livro, tanto que fica muito claro as divisões das partes igual ao livro.

https://www.youtube.com/watch?v=bGSzrKibTXk

Se você já leu este livro, ou se interessou por causa da dica de hoje deixe seu comentário aqui em baixo!

Não conte a ninguém

Oláááá pessoal!

O feriado acabou e a mordomia também, o pior é que passou tão rápido que mal deu para aproveitar, mas valeu a pena. O que vocês fizeram de bom? Viajaram? Ou ficaram em casa? Assim como eu. Apesar de ter ficado em casa fiz muitas coisas, sai e coloquei em dia o que precisava da escola…

Demorei, mas vim com uma dica de livro novo. O livro de hoje não é um romance, pois não é só de romance que se vive um leitor (rs), apesar de eu ter passado por uma fase entre o final do ano passado e janeiro em que eu quis ler apenas romances, rs. Mas agora quero mudar um pouco, vamos para o livro então…

Informações: Este foi o primeiro livro do autor Harlan Coben a aparecer entre os best-sellers da The New York Times. É um romance de suspense que foi publicado em 2001 pela editora Arqueiro. Em 2006 foi adaptado ao cinema por um cineasta francês. Número de páginas: 339.

Descrição: Há oito anos, enquanto comemoravam o aniversário de seu primeiro beijo, o Dr. David Beck e sua esposa, Elizabeth, sofreram um terrível ataque. Ele foi golpeado e caiu no lago, inconsciente. Ela foi raptada e brutalmente assassinada por um serial killer. O caso volta à tona quando a polícia encontra dois corpos enterrados perto do local do crime, junto
com o taco de beisebol usado para nocautear David. Ao mesmo tempo, o médico recebe um misterioso e-mail, que, aparentemente, só pode ter siso enviado por sua e acabar em contato com o marido?

Opinião: Esse foi o primeiro livro de suspense que eu li, pesquisei bastante e vi muitas pessoas falando muito bem dele, comprei e comecei a ler.

O livro conta a história de David e sua esposa Elizabeth, todo ano na data do aniversário de casamento deles, eles
comemoram indo ao local de seu primeiro beijo. Só que há oito anos o compromisso deles não ocorreu como esperado, David foi golpeado na cabeça e sua esposa sequestrada e assassinada. Quando um barranco desabou por causa da chuva o corpo de Elizabeth foi encontrado com a arma do crime e com o sangue do David. O desenrolar da
história é em cima do misterioso e-mail que o David recebe, falando algo que só a Elizabeth poderia saber, mas ele acredita que isso não passa apenas de uma brincadeira, mas logo ele recebe um vídeo que acaba deixando a sua vida de cabeça para baixo, pois ele começa a ir atrás e querer desvendar os segredos e mistérios que o rondam desde aquele dia, mas quanto mais ele vai atrás mais fica atolado.

Com essa busca ele deixa de ser a vítima e começa a ser suspeito de outros crimes que foram cometidos no mesmo local. A partir daí David começa a lutar contra o tempo para poder descobrir toda a verdade e poder se sair dessa ileso. A maneira como o Harlan Coben escreve e coloca os personagens em algumas situações acaba nos prendendo até o fim. Ele acaba fazendo você repensar na honestidade dos personagens, os que são bons você acaba ficando em dúvidas se realmente eles são vítimas.

Comecei minha leitura cheia de expectativa e o final foi surpreendente. Vale a pena ler e tome cuidado, pois nem tudo é o que parece ser nesse livro, preste bastante atenção.

Beijinhos e até a próxima dica de livro.